Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

E-Proc

Pocurador trabalhará de Roma com processo eletrônico

A Procuradoria Regional da República da 4ª Região autorizou o procurador Humberto Jacques de Medeiros, que faz doutorado em Roma, a exercer a sua função a distância, usando o processo eletrônico (e-Proc). O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, desembargador federal Vilson Darós, foi informado na semana passada, por meio de ofício, sobre a decisão.

Medeiros, que já exerceu o cargo de chefe da Procuradoria Regional da República da 4ª Região, frequenta o curso de doutorado em Direito na Universidade de Roma Tre desde 1º de janeiro deste ano.

Com a implantação do processo eletrônico em toda a Justiça Federal da 4ª Região, tornou-se possível que um procurador se aperfeiçoe em um país estrangeiro sem deixar de exercer sua função, visto que todos os autos dos processos estão em meio virtual, permitindo acesso total em qualquer lugar do mundo via internet. Com informações da assessoria de imprensa do TRF-4.

Revista Consultor Jurídico, 19 de junho de 2011, 13h50

Comentários de leitores

2 comentários

Absurdo

Resec (Advogado Autônomo)

Funcionário público, num país sério, não pode ter esse tipo de regalia. Depois ainda se aposenta com salário integral...

Acima da Lei e da Constituição

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O pior não é um agente público ganhar sem trabalhar. O mais grave é quererem dizer que embora o sujeito esteja há milhares de quilômetros de onde devida estar "picontando o cartão", dedicando-se a assuntos particulares que exige dedicação exclusiva (sim, um doutorado na Itália não é uma tarefa fácil), é tudo "normal" e "aceitável". No Brasil, infelizmente se perdeu a noção de moralidade no trato com a coisa pública.

Comentários encerrados em 27/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.