Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ofensa virtual

OAB-PE pede investigação de ataque a nordestinos

A Ordem dos Advogados do Brasil de Pernambuco solicitou nesta segunda-feira (12/12) ao Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul que investigue acusação de racismo de uma estudante que, no Twitter, atacou os nordestinos, pedindo o uso de câmara de gás contra os nascidos na região.

As mensagens foram postadas na última sexta-feira (9/12) por uma pessoa que se identifica como Sophia Fernandes e que seria do Rio Grande do Sul. A investigação pretende descobrir se esse perfil de usuário é verdadeiro ou apenas um pseudônimo. Entre os comentários copiados pela OAB-PE estão alguns como: "O twitter ta virando vaso sanitário... muita merda twittando. (Oimacacos)-nordestinos-piauienses-cearenses..// Sai do Twitter e vai cortar tua cana pra comprar teu arroz nordestino// Tem que usar câmara de gás pra matar teu povo// O Nordestino é a própria sujeira."

Segundo o presidente da OAB-PE, Henrique Mariano, a Polícia Federal também será acionada para investigar o caso. "Não podemos ficar omissos diante de tanta agressão", disse ele. "Os internautas precisam ter responsabilidade, não podem achar que as redes sociais estão à margem da lei, que são terra de ninguém", declarou.

De acordo com Mariano, o crime de racismo não envolve apenas ataques provocados pela cor da pele ou etnia. "Denegrir ou segregar um povo ou um grupo também é considerado racismo pela lei", afirmou.

No ano passado, após a eleição da presidente Dilma Rousseff, a OAB-PE pediu ao Ministério Público Federal de São Paulo que investigasse declarações contra os nordestinos, postadas no Twitter pela estudante de Direito Mayara Petruso."Nordestino não é gente, faça um favor a Sp, mate um nordestino afogado", escreveu ela no microblog, criticando o fato de a maioria dos eleitores da região terem votado na petista.

Após as reações, Petruso se desculpou, mas o Ministério Público a denunciou por crime de racismo e, segundo a OAB-PE, a Justiça aceitou a denúncia. A ação, de acordo o presidente da entidade, está em fase de instrução.

A OAB-PE também atuou em outros casos parecidos, como o dos internautas que atacaram nordestinos após um jogo entre Flamengo e Ceará e no episódio do vazamento de parte da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ocorrido em Fortaleza.

Revista Consultor Jurídico, 13 de dezembro de 2011, 8h05

Comentários de leitores

2 comentários

NAZISTAS - ETERNOS CRIMINOSOS.

Francisco Mazza (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Ainda hoje se vê que algumas pessoas, geralmente desequilibradas, aliás, inspiradas na figura hedionda de Hitler, que na escuridão da covardia, buscam humilhar e maltratar Nordestinos, e em suas heresias nas redes de computadores, como por exemplo, o twitter, buscam afrontar todo um povo trabalhador, honesto e acima de tudo, BRASILEIROS. Esse tipo de irresponsabilidade criminosa deve merecer da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e notadamente, dos Juízes Federais severas punições e banidos do meio social agentes criminosos com essa inspiração satânica, cujas conseqüências e morbidez a história já nos alerta. É preciso segregar do meio das pessoas monstros como esses. Cada um de nós Nordestinos e todos Nós devemos exigir das autoridades encontrarem e punir esse tipo de delinquentes, meliantes que possam nas ruas como se cidadãos fossem.

Existe nordestino? E sudestino?

Procurador Raulino (Procurador Federal)

Além daquelas referências jocosas, descrimantórias e idiotas - cucarachas; latinos... - , os estadunideneses("americanos"), tratam os naturais da América do Sul como sulamericanos. Aí "englobam" todos: brasileiros; argentinos; paraguaios; bolivianos; chelenos..., que não existem para muitos "irmãos do norte".
Em paralelo, dentro do próprio Brasil, para os "irmãos do Sudeste", não existe cearense; piauiense; pernambucano; paraibano; baiano.... Todos somos nordestinos.
Assim, se fôssemos adotar, reciprocamente, o gentílico regional ao invés do estadual para o paulista, o carioca, o mineiro e o capixaba(ou espiritosantense), todos seriam SUDESTINOS. E assim por diante em relação às demais regiões - sulinos; centroestinos... Ridículo, né?
Pois então, enquanto brasileiros, vamos parar de copiar os "americanos" nisso aí, e tratar os irmãos do Brasil, inclusive os "nordestinos", como os sudestinos são tratados: paulistas; cariocas; mineiros; (capixabas ou espiritosantenses).
Na Região Nordeste há baianos; pernambucanos; cearenses; piauieneses... Óbvio, que cada um tem a sua identidade, igualmente aos gaúchos, catarinenses e paranaeses.
Você, paulista, gostaria de ser tratado como sudestino?
Sou o brasileiro Láurence Raulino, piauiense; advogado e escritor.
(http://www.procurador-raulino.com.br)

Comentários encerrados em 21/12/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.