Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mais votado

Delegados preferiam Sandro Avelar na chefia da PF

No início do mês de dezembro, a Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (Fenadepol) entregou ao futuro ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, lista com os seis nomes mais votados para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal. Mas, nesta quarta-feira (29/12), Cardozo escolheu Leandro Daiello Coimbra para o cargo. Ele foi o menos votado entre os delegados, de acordo com a Fenadepol.

No topo da lista aparece o nome do atual diretor do Sistema Penitenciário Federal, o delegado da Polícia Federal Sandro Torres Avelar, ex-presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) entre 2006 e 2010. Avelar também preside a Fundação Polícia Federal de Ensino e Pesquisa.

O anúncio do nome de Leandro Daiello foi recebido com surpresa, segundo a entidade. Ele não figurava entre os mais cotados para o cargo. Os nomes preferidos na disputa pela sucessão no DPF eram os dos delegado federais Roberto Troncon, atual Diretor de combate ao crime organizado da Polícia Federal; Ildo Gasparetto, superintendente da PF no Rio Grando do Sul; e José Mariano Beltrame, secretário de segurança pública do estado do Rio de Janeiro.

A consulta foi feita junto aos delegados de Polícia Federal nos meses de novembro e dezembro, via postal, por meio de votação direta em cédula eleitoral previamente enviada, na qual o consultado pôde indicar até três nomes da própria categoria. Não houve candidaturas e nem a entidade indicou nomes. Assim, todos os delegados puderam escolher livremente até três delegados federais da Classe Especial (último nível). Mais de 400 delegados federais participaram da votação. Os seis nomes escolhidos na ordem foram Sandro Torres Avelar, com 32% dos votos, Roberto Ciciliati Troncon Filho, com 21%, Getúlio Bezerra Santos, com 16%, Ildo Gasparetto, com 14%, José Mariano Beltrame, com 9% e Leandro Daiello Coimbra, com 8%. Com informações da Assessoria de Imprensa da Fenadepol.

Revista Consultor Jurídico, 29 de dezembro de 2010, 21h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/01/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.