Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Equipe de governo

Dilma Rousseff anuncia dez nomes para ministério

A Assessoria da presidente eleita, Dilma Rousseff, oficializou nesta quarta-feira (7/12), por meio de nota, os nomes de mais dez ministros que integrarão o futuro governo. A notícia é do portal G1.

Entre os novos indicados, cinco são do PMDB:
- senador Edison Lobão (MA) será o ministro de Minas e Energia;
- Wagner Rossi (SP) continuará no Ministério da Agricultura;
- o deputado Pedro Novais (MA) comandará o Ministério do Turismo;
- o senador Garibaldi Alves (RN) vai para o Ministério da Previdência;
- e o ex-governador Moreira Franco (RJ) ocupará a Secretaria de Assuntos Estratégicos.

Outros três indicados são do PT:
- a senadora Ideli Salvatti (SC), para o Ministério da Pesca;
- a deputada Maria do Rosário (RS) para a Secretaria de Direitos Humanos;
- o atuall ministro do Planejamento, Paulo Bernardo (PR), para o Ministério das Comunicações;

Alfredo Nascimento (PR-AM), derrotado na disputa ao governo de seu estado, volta a ocupar o Ministério dos Transportes; A jornalista Helena Chagas substituirá Franklin Martins na Secretaria de Comunicação Social.

A nota diz que Dilma “determinou a seus novos auxiliares que trabalhem de forma integrada com os demais setores do governo para dar cumprimento a seu programa de desenvolvimento com distribuição de renda e estabilidade econômica, assegurando a melhoria de vida de todos os brasileiros.”

Nesta quarta, Dilma esteve reunida na Granja do Torto com seis dos futuros ministros anunciados na noite desta quarta: Helena Chagas, Garibaldi Alves, Ideli Salvati, Alfredo Nascimento, Moreira Franco e Maria do Rosário.

Já foram anunciados Antonio Palocci para a Casa Civil, Gilberto Carvalho para a Secretaria-Geral da Presidência da República e José Eduardo Cardozo para o Ministério da Justiça. Antes, ela já havia anunciado sua equipe econômica, formada por Guido Mantega, que permanecerá à frente da Fazenda; Miriam Belchior, para o Ministério do Planejamento, e o atual diretor de Normas do Banco Central, Alexandre Tombini, para a presidência do Banco Central.

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pela assessoria da presidente eleita:

Leia a nota divulgada.

A presidenta eleita da República, Dilma Rousseff, convidou novos ministros para integrar sua futura equipe de governo: a senadora Ideli Salvatti, que assumirá o Ministério da Pesca e Aquicultura; a deputada Maria do Rosário, que chefiará a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; a jornalista Helena Chagas, para a chefia da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República; o atual ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que será o titular do Ministério das Comunicações; o senador Garibaldi Alves, que assumirá o Ministério da Previdência Social; o senador Edison Lobão, que retornará ao Ministério de Minas e Energia; o deputado Pedro Novais, para o Ministério do Turismo; o ex-deputado Wagner Rossi, que deverá permanecer à frente do Ministério da Agricultura; o senador Alfredo Nascimento, que voltará ao comando do Ministério dos Transportes; e o ex-governador Moreira Franco, na chefia da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

A presidenta eleita determinou a seus novos auxiliares que trabalhem de forma integrada com os demais setores do governo para dar cumprimento a seu programa de desenvolvimento com distribuição de renda e estabilidade econômica, assegurando a melhoria de vida de todos os brasileiros.

Assessoria de Imprensa da presidente eleita Dilma Rousseff

Revista Consultor Jurídico, 9 de dezembro de 2010, 0h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/12/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.