Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Retrato da Justiça paulista

Leia comentários de desembargadores sobre o Anuário

Paulo Dimas de Bellis Mascaretti no lançamento Anuário da Justiça São Paulo 2010 - 30/11 - Jeferson Heroico

"O Anuário é um trabalho bem realizado, pois mostra a grandiosidade do TJ paulista. Essa publicação é muito importante porque aproxima o Judiciário dos jurisdicionados. Sem falar que São Paulo é realmente um planeta, e por este motivo, o juiz não abre mão da consciência e da ciência pra decidir."
Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, desembargador, presidente da Apamagis e anfitrião da festa de lançamento do Anuário da Justiça São Paulo 2010. 

Fernando Antonio Maia da Cunha - Maurício Bacellar

"Pela leitura que fiz me ficou a impressão da realidade que o tribunal vive: o de acabar com o acervo. Ele reflete o bom trabalho que vem sendo feito no TJ-SP."
Fernando Antonio Maia da Cunha, desembargador, presidente da Seção ode Direito Privado do TJ-SP

Fábio Poças Leitão - Maurício Bacellar

"Muita gente fala mal da Justiça paulista, mas poucos conhecem as dificuldades e o volume de trabalho que os desembargadores têm. Nossas decisões vão influenciar na vida de muitas pessoas e devem ser proferidas com muito critério. O Anuário paulista destaca muito bem essa questão."
Fábio Poças Leitão (ao centro na foto), desembargador presidente da 8ª Câmara Criminal do TJ-SP

Celso Mori e Carlos Teixeira Leite Filho no lançamento Anuário da Justiça São Paulo 2010 - 30/11 - Jeferson Heroico

"O Anuário humaniza o Judiciário, os desembargadores. Chega para acabar com a imagem de que a Justiça é fria, impessoal."
Carlos Teixeira Leite Filho (à direita na foto), desembargador, presidente da Comissão de Imprensa do TJ-SP

Otávio Augusto de Almeida Toledo - Maurício Bacellar

"O Anuário é um instrumento indispensável e extremamente democrático na medida em que expõe o perfil dos julgadores."
Otávio Augusto de Almeida Toledo, desembargador do TJ-SP

Carlos Henrique Abrão no lançamento do Anuário da Justiça Rio de Janeiro 2010 - 14/09 - Jeferson Heroico

"O Anuário é uma ferramenta importante para identificarmos os principais problemas dos jurisdicionados e pensarmos soluções para resolvê-los. O Judiciário paulista ainda não conseguiu lidar com a escalada explosiva de processos. Falta investir na virtualização dos processos, falta recursos humanos e financeiros."
Carlos Henrique Abrão, juiz convocado em segundo grau

Ana Paula Pellegrina Lockmann no lançamento Anuário da Justiça São Paulo 2010 - 30/11 - Maurício Bacellar

"Esta é uma importante iniciativa da ConJur, pois o Anuário apresenta uma visão efetiva de como se comporta o tribunal. Minha expectativa é que nos próximos anos sejam feitos anuários sobre os tribunais do trabalho."
Ana Paula Pellegrina Lockmann (à direita na foto), desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região

"O Anuário é a fotografia da prestação jurisdicional do estado de São Paulo, do volume de serviços e da preocupação que temos com a qualidade das decisões."
Reinaldo Felipe Ferreira, desembargador, presidente da 26ª Câmara de Direito Privado do TJ-SP

"Se a Constituição Federal fala em publicidade dos atos e adotamos a transparência como um princípio a ser seguido, o Anuário é uma grande contribuição até mesmo para nós, desembargadores de um tribunal tão grande, nos conhecermos e sabermos um pouco mais de cada um."
Renato Nalini, desembargador do TJ-SP

"O Anuário é importante porque faz uma divulgação da composição do Tribunal. Além de transmitir informações importantes e de difícil acesso sobre os magistrados que a sociedade não dispunha. É um referencial para consulta quando não existia nada do gênero."
Décio Notarangeli, desembargador do TJ-SP, integrante da Comissão de Imprensa

"O Anuário apresenta uma face mais humana do poder judiciário para seus jurisdicionados, que são de carne e osso."
Andre Gustavo Correa de Andrade, desembargador do TJ-RJ

Revista Consultor Jurídico, 2 de dezembro de 2010, 18h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/12/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.