Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Greve do Judiciário

OAB-SP pede intervenção no Fórum de Campinas

A Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo e a subsecção de Campinas querem que o Fórum de Campinas sofra intervenção do Tribunal de Justiça do estado. De acordo com o pedido, desde o início da greve do Judiciário, em 28 de abril, todos os cartórios estão fechados, inclusive o protocolo e o distribuidor, com exceção de duas Varas Criminais. 

No município, um dos maiores do estado com 630 mil ações em tramitação, a greve do Judiciário — ao contrário do resto do estado, onde a adesão dos servidores diminuiu para uma média de 10% — mantém-se forte ao longo dos 120 dias, de acordo com a OAB.

"Diante da intensidade da greve, da precarização dos serviços prestados nos cartórios e os prejuízos ara o jurisdicionado e para a advocacia só nos restou a alternativa de pedir a intervenção para que o serviço volte a ser prestado", explicou o presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso. 

Na avaliação de Marcos da Costa, vice-presidente da OAB-SP e presidente da Comissão de Assuntos do Judiciário, desde julho a Ordem vem buscando saídas para o impasse da greve no Fórum de Campinas. "Enquanto nas demais comarcas a greve está perdendo força, em Campinas, com quatro meses de paralisação, os danos são altamente danosos e similares à greve de 2004", comenta Costa.

Para Tereza Dóro, presidente da subsecção de Campinas, a greve é mais forte na cidade porque as lideranças dos servidores estão concentradas lá. "Não temos mais o que fazer, a situação é dramática. A greve está prejudicando mais de 10 mil advogados da região. Não podemos ter acesso aos processos, fazer novas juntadas, ingressar com novas petições. Está tudo parado, mesmo pedidos de pensão alimentícia, de pacientes de doenças graves que precisam de medicamentos, alvarás de soltura e pedidos de progressão de regime", afirma Dóro. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-SP.

Revista Consultor Jurídico, 17 de agosto de 2010, 20h03

Comentários de leitores

8 comentários

Para - lá!!!

Fernanda Fernandes Estrela (Assessor Técnico)

Deixando o Paraná para lá, onde uma precatória demora 02 (sim, dois) anos para ser cumprida, querem mesmo privatizar os cartórios de SP nos mesmos moldes?
Ai é que a OAB vai mesmo viver de pedir intervenções, mas a quem?
Deus, CNJ, alguém se apresenta?!
Francamente, quanto ao autor da "super idéia" abaixo, bastou ler a sua identificação para compreender o motivo da exposição.
Quanto aos servidores, como já comentado, é simples:
- dinheiro do DISSÍDIO para cá e voltarão aos seus postos de trabalho;
- agora, alguém viu a folha suplementar esmola que será paga dia 20/8?
Tem escrevente que vai receber cerca deR$ 2,00 (é isto mesmo, dois reais).
Não paga nem o hollerith.
Não, não é piada é realidade.
Fora de SP Pior Salário Do Brasil & aliados.
E paraná, fica aí no teu Estado, cuidando do teu cartório.

Cartórios Privados do PR

Renato Cunha (Estudante de Direito)

Em SC os cartórios judiciais não são particulares e funcionam muito bem. São TODOS bastante informatizados - há muito tempo, por sinal - quase não há greves e os processos, em termos gerais, tem bom andamento. Entretanto, encaminhe uma carta precatória para o PR e veja em quanto tempo será devolvida... infelizmente não andam e constantemente se pede mais prazo para cumprimento. Foi-se o tempo em que o serviço público era significado de ineficiência... a eficiência depende de competência... apenas para acrescentar, as empresas de telefonia, conhecidas pela ineficiência e pelo desrespeito, são privadas!

Parana X Sampa

ca-io (Outros)

Comparar cartório do Paraná com os de SAMPA é muita maldade, beira a piada, só o fórum de Campinas é maior que metade do PR, além do mais é começar a cobrar as mesmas custa e diligências, que o Paraná pratica e veremos a justiça ficar célere, vai sobrar dinheiro, e sobrar servidor. Além do mais, honestamente, tem categoria no judiciário paulista que teve mais de 100% de aumento, não estou falando em reposição, enquanto os Serventuários tiveram 00,00 ultimamente. Vergonha mesmo é a OAB, não tomar conhecimento desse fato e alinhar com essa política do Pior Salário Do Brasil.
Acredito que a Ordem não tem como melhorar a receita de seus patrocinados, (tanto é que muitos profissionais tem prestado concurso até para auxiliar judiciário) logo eles querem mesmo que os Serventuários se danem.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 25/08/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.