Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Confusão na boate

Briga envolvendo procuradores vai parar na delegacia

Uma confusão envolvendo procuradores de Justiça, na madrugada deste sábado (21/11), em Boa Viagem, zona sul de Recife, foi parar na delegacia. De acordo com informações do portal O Globo, policiais militares foram chamados às 3h30m para intervir numa briga, na boate Dona Carolina, no bairro Segundo Jardim.

Os policiais foram com os envolvidos até a delegacia do bairro, onde não há registro oficial do que houve, apenas as declarações dadas pelos PMs. O delegado de plantão, Evandro Barros, não quis dar entrevista segundo O Globo. Ele alegou que se trata de um caso envolvendo autoridades que não iria dar mais detalhes sobre o caso. Os procuradores envolvidos são Ermírio Fonseca de Avelar, José Lopes de Oliveira Filho, promotor, e Paulo Varejão, procurador-geral de Justiça.

Nota divulgada pelo Ministério Público de Pernambuco diz que a confusão oocorreu entre o promotor José Lopes e um policial federal, e que o procurador Paulo Varejão interveio. Segundo o Ministério Público, o policial estava armado e visivelmente embriagado. Segundo a nota do MP, o promotor José Lopes foi agredido e ameaçado de morte pelo policial federal e o procurador-geral de Justiça, Paulo Varejão, que se encontrava no mesmo local, numa festa, interveio e acionou a PM, que levou o caso à delegacia do bairro.

O Ministério Público não identifica o policial que teria praticado a agressão. De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Federal, há um delegado responsável por acompanhar o caso. A partir de segunda-feira, a Corregedoria da PF também irá investigar o ocorrido.

Revista Consultor Jurídico, 22 de novembro de 2009, 15h27

Comentários de leitores

3 comentários

O Abafa

JCláudio (Funcionário público)

Então, que dizer que alguns são diferentes de outros. Este tipo de abafa tem um nome específico é pura "cretinice".

O vezo do abafa continua a todo vapor...

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Sempre que temos notícia dessas coisas, ou quase sempre, também deparamos com um antigo vício parasita que se desenvolve entre os membros das instituições. Refiro-me ao ABAFA, essa mania de abafar as mazelas para não deixar que a sociedade tome conhecimento delas, uma vez que denunciam infrações que podem levar à perda do cargo pelo infrator por ter transgredido o compromisso ético jurado ao tomar posse no cargo. E depois de tudo, ainda têm a cara-de-pau de posar de defensores da ordem pública ou de moralistas... Abafa, abafa, abafa.
.
(a) Sérgio Niemeyer
Advogado – Mestre em Direito e doutorando pela USP – Professor de Direito – Palestrante – Parecerista – sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

MPx MP ou MP x PF???

M.P. (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

CONJUR, a briga pode ter sido entre dois promotores como entre um promotor e policial federal. Por que não colocar isto no título? Qual o interesse?

Comentários encerrados em 30/11/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.