Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Era digital

Juizado Cível de Porto Velho digitaliza os processos

O 1º Juizado Especial Cível da Comarca de Porto Velho conseguiu digitalizar 100% das ações judiciais que tramitavam em seu cartório em papel. O Processo Judicial Digital (Projudi) foi adotado há menos de um ano pela unidade.

"O 1º Juizado Especial encerra a era dos processos físicos e entra completamente na era virtual", afirma o juiz João Rolim. Segundo o magistrado, com a digitalização dos processos, os advogados terão acesso a todo trâmite a partir de seu escritório, evitando que se desloquem de seu local de trabalho até o cartório em busca de informações.

A comemoração do feito está marcada para às 8h30 da próxima sexta-feira (8/5) no prédio dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais. Na ocasião, o juiz João Rolim Sampaio, titular do Juizado, falará sobre os trabalhos desenvolvidos para atingir a meta e sobre os benefícios que os jurisdicionados terão com a digitalização dos processos.

O Projudi foi instalado no 1º Juizado Especial Cível de Porto Velho em 3 de junho de 2008, visando diminuir custos, dar maior celeridade aos processos, aumentar a capacidade de processamento de ações e facilitar o acesso dos serviços ao cidadão. Desde então, os processos ingressam no cartório de forma virtual. Com Informações da Assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça de Rondônia.

Revista Consultor Jurídico, 8 de maio de 2009, 7h13

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/05/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.