Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Viagem interrompida

Funcionárias do TJ-RJ estavam em avião desaparecido

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro confirmou que três funcionárias embarcaram no voo 447 da Air France que está desaparecido. A informação é do G1.

Marcia Moscon de Faria, Sonia Maria Amorim e Simone Jacomo dos Santos Elias trabalhavam na Vara da Infância, Juventude e Idoso na Praça Onze, no Centro do Rio. As três eram amigas. Parentes de Simone procuraram a sala de atendimento montada no Hotel Windsor, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Mãe e irmão chegaram muito emocionados e confirmaram que ela embarcou no vôo 477 no domingo (31/5). “A família está sofrendo muito. Viemos aqui para ter mais informações. O que a gente quer é que Deus abençoe todas as famílias que estão passando por isto”, disse o irmão de Simone.

Na lista de passageiros, foi confirmado ainda pelo menos o nome de um advogado, Marcelo Parente Gomes de Oliveira. Ele era chefe de gabinete do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. A prefeitura informou que ele era advogado e professor de direito da PUC. Casado há 7 anos, ele fazia uma viagem com a mulher.

O avião da companhia aérea Air France, que saía do Rio de Janeiro em direção a Paris, no domingo (31/5), continua desaparecido. O avião, que levava 228 pessoas, partiu às 19 horas do Brasil e fez o último contato às 22h33. Nesta terça-feira (2/56), buscas encontraram materiais metálicos e não metálicos no Oceano Atlântico, mas ainda não foi confirmado que são do avião desaparecido.

Revista Consultor Jurídico, 2 de junho de 2009, 12h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/06/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.