Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Trabalho atrasado

CNJ inspecionará TRF-1 por acúmulo de processos

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região passará por uma inspeção da Corregedoria Nacional de Justiça no próximo dia 4 de agosto. O corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, e o  corregedor-geral da Justiça Federal, Hamilton Carvalhido, designaram juízes e servidores para apurar possíveis irregularidades no funcionamento do tribunal. Entre os motivos está o fato de que “diversas ações penais em fase recursal acabarão por prescrever ante a excessiva demora no seu julgamento”, diz a Portaria Conjunta 1/09, da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça.

Segundo dados do levantamento do CNJ Justiça em Números 2008, citados na portaria, a taxa de congestionamento do TRF-1 foi de 67,1% em 2008. A carga de trabalho dos juízes de segundo grau no ano passado foi de 12 mil processos por gabinete, uma das maiores entre os tribunais regionais federais.

No Conselho Nacional de Justiça, há 96 reclamações contra o TRF-1 por demora no julgamento. A portaria diz ainda que há “uma situação deficitária dos Juizados Especiais Federais de Belo Horizonte, constatada em inspeção preventiva realizada pela Corregedoria Nacional de Justiça nos dias 13 e 14 de abril de 2009”. O TRF-1 compreende os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Minas Gerais, Pará, Roraima, Rondônia, Tocantins, Bahia, Distrito Federal, Maranhão, Mato Grosso e Piauí. Com informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

Clique aqui para ler a portaria.

Revista Consultor Jurídico, 23 de julho de 2009, 20h56

Comentários de leitores

6 comentários

Espero que funcione

de paula (Funcionário público)

torço para esta medida surta efeito, tenho um processo neste trf-1 desde 2003 que sequer foi apreciado, já tentei o julgamento do processo recorrendo ao cnj, mas o desembargador alegou excesso de trabalho e até o hoje o referido processo se encontra na "pilha".

TRF1

Edson Sampaio (Advogado Autônomo - Civil)

Parabenizo aqui os comentaristas anteriores que são unânimes em afirmar que Minas Gerais precisa do seu próprio Tribunal Regional Federal. Quero também me posicionar com colegas que têm processos no TRF1 e que não são julgados mesmo com pedido preferencial de julgamento. É preciso que o CNJ (garantidor de nossos direitos) invista nesses Tribunais superiores para que nós, advogados e jurisdicionados tenhamos aplicada a verdadeira Justiça e o verdadeiro Direito que tanto buscamos.

até que enfim

daniel (Outros - Administrativa)

até que enfim, o problema é que vão concluir que precisam de mais um Tribunal, mais gente, mais verbas e mais despesas, em vez de otimizar o trabalho e aumentar a quantidade de súmulas.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 31/07/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.