Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Luto no Legislativo

Morre Ricardo Izar, presidente do Conselho de Ética da Câmara

Morreu na tarde desta sexta-feira (2/5) o deputado Ricardo Izar (PTB-SP), presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara. Ele foi vítima de complicações de uma ruptura de aneurisma da aorta. O deputado, que tinha 69 anos, estava internado desde o dia 28 de março na Unidade de Terapia Intensiva do Instituto do Coração, em São Paulo. O velório ocorrerá na Assembléia Legislativa de São Paulo, a partir da noite desta sexta. O sepultamento será no sábado (3/5), no cemitério São Paulo, no bairro Pinheiros, às 15 horas.

Ele era advogado e estava em seu sexto mandato como deputado federal. O suplente é o deputado Jefferson Alves Campos, também do PTB.

Izar foi o parlamentar com o maior número de emendas aprovadas no texto da Constituição de 1988. Além de ter atuado como procurador da Câmara em 2003, Izar, no Congresso, foi integrante da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização e da Comissão Mista da Redução da Alíquota do Imposto de Importação.

Na Câmara, presidiu as comissões de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias. Integrou as comissões de Constituição e Justiça e de Cidadania; Agricultura e Política Rural; Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; Relações Exteriores e Defesa Nacional; Desenvolvimento Urbano; Educação e Cultura; Fiscalização Financeira e Controle; Minas e Energia; e Seguridade Social e Família.

Já nas comissões especiais, entre outras participações, foi presidente da comissão de Regulamentação de Medidas Provisórias, relator da de Patrimônio Incorporações Imobiliárias, primeiro vice-presidente da Comissão de Código Civil, terceiro vice-presidente da Cassinos no Brasil.

Em São Paulo, exerceu quatro mandatos como deputado estadual e recebeu títulos de cidadão honorário de 37 municípios de São Paulo.

Revista Consultor Jurídico, 2 de maio de 2008, 18h35

Comentários de leitores

1 comentário

Lamentavel. Sem comentarios.

Paulo (Outros)

Lamentavel. Sem comentarios.

Comentários encerrados em 10/05/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.