Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Super-poderes

Policiais reagem contra PEC que reestrutura carreira de delegado

Agentes das polícias federal e civil entraram em uma nova batalha: desta vez é contra o que chamam de “delegado-juiz”, uma nova configuração em que os delegados comandariam o inquérito policial nos mesmos moldes que juízes tocam inquéritos em alguns países da Europa, no sistema chamado Juizado de Instrução.

O primeiro movimento dos agentes ocorreu nesta terça-feira (3/6), defronte à Câmara dos Deputados, em Brasília. No protesto, os policiais sustentaram o que chamam de “cruzada contra a Proposta de Emenda à Constituição 549, que transforma a carreira de delegado em carreira jurídica equiparando seus salários aos do Ministério Público”.

Segundo a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), “na prática, se aprovada, a PEC cria uma espécie de ‘policial-juiz’, com um salário que pode chegar a R$ 25 mil. Além do impacto nas finanças estaduais, a Proposta provocará um abismo salarial entre os policiais e o conseqüente desestímulo para as categorias”.

Comunicado da Fenapef informa que “desde as primeiras horas da manhã presidentes de sindicatos de policiais civis, federais, representante da APCF e da Fenapef se concentraram no Salão Verde da Câmara dos Deputados. Ali foram realizados os primeiros contatos com parlamentares e líderes partidários com vistas a impedir a votação da proposta”.

Segundo a Federação dos Policiais Federais, o líder do PDT, deputado Vieira da Cunha, disse que é contra a proposta porque ela “é flagrantemente inconstitucional”. O presidente da Fenapef, Marcos Wink, conversou com o líder do PT na Câmara, Maurício Rands, e com representantes do governo. “Frisamos que essa proposta é uma excrescência e uma afronta às finanças públicas e as demais carreiras das polícias brasileiras”, disse Wink.

O presidente da Confederação Brasileira de Policiais Civis, Jânio Gandra, destacou que os policiais civis são contra a aprovação da PEC. “Em alguns estados o policial civil ganha pouco mais do que R$ 1 mil e o delegado poderá ganhar R$ 25 mil se essa PEC for aprovada. Isso é uma vergonha”, disse.

Revista Consultor Jurídico, 3 de junho de 2008, 18h47

Comentários de leitores

33 comentários

Um amigo meu me disse uma vez que Jesus Cristo ...

acs (Advogado Assalariado)

Um amigo meu me disse uma vez que Jesus Cristo pediu água e o miliciano Romano deu-lhe vinagre, daí porque a carreira policial é amaldiçoada.Crendices a parte é espantoso observar que pela primeira vez na historia os delegados de polícia podem obter o reconhecimento de sua importância profissional e quem se opõe a isto?o crime organizado?os promotores soberbos?o judiciário que se julga acima do bem e do mal?Não, por lastimável que possa ser quem quer obstacularizar a valorização do delegado são justamente outros policiais,justamente aqueles que mais se beneficiariam com a valorização da profissão.É O HOMEM LOBO DO HOMEM E A POLÍCIA MOSTRANDO QUE A VERDADEIRA MALDIÇÃO É A INVEJA E A MESQUINHARIA.É triste para mim tecer observações sobre esta questão que me parece o mais profundo equívoco cometido pela polícia militar,entre milhões de equívocos,vide rota 66,tropa de elite etc... e por um sindicato de agentes e escrivães que na pequenez de seu microcéfalo não vê nada melhor que fazer senão tramar contra os delegados de policia;Pobre gente que não consegue nem ao menos reconhecer seus opressores...

...e não é que troquei o "z" pelo "s" ? Perdo...

acdinamarco (Advogado Autônomo - Criminal)

...e não é que troquei o "z" pelo "s" ? Perdoe-me. dinamarco.

Dr. Luis Antonio : esqueci-me : envaidece-me co...

acdinamarco (Advogado Autônomo - Criminal)

Dr. Luis Antonio : esqueci-me : envaidece-me conhecer e conversar com gente inteligente e de mente aberta. Gostaria de encontrá-lo. dinamarco

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 11/06/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.