Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Justiça para todos

Gilmar Mendes inaugura Casas de Justiça em Minas Gerais e Piauí

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, inaugura na segunda-feira (8/12) as primeiras Casas de Justiça em Montes Claros, norte de Minas Gerais, e em Teresina, no Piauí.

As casas, criadas pelo Conselho Nacional de Justiça, são compostas por centros de trabalho voluntário para promover assistência judiciária, prestar informações sobre serviços públicos, oferecer cursos profissionalizantes e palestras de prevenção contra violência doméstica, sexual e dependência química, além de educação para o voto e saúde pública.

O programa foi aprovado pelo plenário do CNJ na última terça-feira (2/12) e deve ter a fase de implementação iniciada já nos próximos dias. O objetivo é aproximar o cidadão do Poder Judiciário, por meio de um instrumento de concretização da cidadania, voltado para o fortalecimento da cultura jurídica no Brasil.

O presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, ressaltou que o projeto irá estimular um aprendizado recíproco, com benefícios não só para a população, como também para quem irá ajudar. “O Judiciário precisa também participar diretamente desse esforço, e contribuir com ações sociais que ajudem a quem precisa”, disse o ministro.

As ações de capacitação profissional, educação, inserção social, informações sobre serviços públicos, direito, saúde, cidadania e mecanismos para solução de conflitos terão lugar em prédios do Judiciário ou em centros comunitários, em todo o Brasil. Serão utilizados materiais e estrutura física já existente, como salas dentro de fóruns ou espaços públicos ociosos em determinados horários.

Por meio de trabalho voluntário, não só pessoas ligadas ao Direito, como estudantes, advogados, juízes, promotores e procuradores, mas também psicólogos, sociólogos e médicos, entre outros profissionais, vão atuar nas Casas de Justiça e Cidadania, dedicando algumas horas ao projeto.

Revista Consultor Jurídico, 6 de dezembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

Excelente idéia, pena que não empolgue os Douto...

daniel (Outros - Administrativa)

Excelente idéia, pena que não empolgue os Doutores da lei, pois acostumados apenas a usar e abusar de processos judiciais, inclusive nem consideram isso como justiça, mas é a verdadeira essência da justiça e deveriam existir em cada CIDADE do país.

Comentários encerrados em 14/12/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.