Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Requisitos dos concursos

PF só pode exigir certificado de escolaridade na hora da posse

O Departamento de Polícia Federal (DPF) deve exigir diploma, certificado de conclusão ou habilitação legal dos candidatos dos concursos somente no momento da posse. A recomendação foi feita na segunda-feira (14/4) pelo Ministério Público Federal.

De acordo com o MPF, o DPF exigiu em seus concursos passados a comprovação de escolaridade dos candidatos no momento da inscrição nos cursos de formações, fase esta anterior à posse. Porém, conforme a Constituição Federal, o Estatuto dos Servidores Públicos Federais (Lei 8.112/90) e decisões pacificadas pelo Superior Tribunal de Justiça, os órgãos públicos só podem exigir a comprovação da escolaridade necessária para o cargo no momento da posse.

A procuradora da República no DF, Michele Rangel de B. Vollstedt Bastos, ressaltou que a administração pública não pode impedir a participação de candidatos aprovados com base na falta de comprovação de escolaridade para o cargo em seleção. “Os candidatos regularmente aprovados e devidamente classificados em etapa de um concurso público são detentores de direito líquido e certo de participar da segunda etapa se essa vier a ocorrer."

A recomendação do MP enumera vários outros concursos públicos que, mesmo promovendo cursos de formação, só fazem a exigência de escolaridade no momento da posse do candidato. É o caso das seleções da Controladoria-Geral da União, Secretaria do Tesouro Nacional e Tribunal de Contas da União, por exemplo.

O DPF tem dez dias úteis para informar ao MPF as providências adotadas.

Revista Consultor Jurídico, 15 de abril de 2008, 19h06

Comentários de leitores

2 comentários

Tudo bem. Para a administração pública em geral...

Nicoboco (Advogado Autônomo)

Tudo bem. Para a administração pública em geral só vale exigir diploma na data da posse. E para o próprio MPF, é válido exigir antes?

"A recomendação do MP enumera vários outros con...

DPF Falcão - apos (Delegado de Polícia Federal)

"A recomendação do MP enumera vários outros concursos públicos que, mesmo promovendo cursos de formação, só fazem a exigência de escolaridade no momento da posse do candidato. É o caso das seleções da Controladoria-Geral da União, Secretaria do Tesouro Nacional e Tribunal de Contas da União, por exemplo". Interessante... senti falta dos concursos para os MPs estaduais, MPF, magistratura. Pau que dá em Chico não dá em Francisco!!!???

Comentários encerrados em 23/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.