Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Avaliação tendenciosa

CNMP acha avaliação parcial e anula prova de concurso

O Plenário do Conselho Nacional do Ministério Público determinou, nesta segunda-feira (18/6), a anulação da prova oral de uma candidata no 11º Concurso para a carreira do Ministério Público de Rondônia.

A candidata, que foi reprovada no concurso, alegou que a banca examinadora foi parcial. Ela pediu a revisão da nota da prova ou a sua anulação.

Após analisar o áudio da prova oral, o relator do processo, conselheiro Ricardo Mandarino, considerou que "foi extremamente tendenciosa, injusta e desarrazoada a reprovação da candidata, principalmente pelo fato de ela ter sido argüida, durante o exame, sobre o mandado de segurança que a manteve participando do concurso".

O Plenário do CNMP, por maioria, acatou o voto do relator, decidiu anular as provas da candidata e determinar que ela passe por nova avaliação.

Revista Consultor Jurídico, 19 de junho de 2007, 0h01

Comentários de leitores

3 comentários

Concurso? Nem de Miss!

allmirante (Advogado Autônomo)

Concurso? Nem de Miss!

PARABÉNS AO CNMP. Na verdade, o exame oral d...

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

PARABÉNS AO CNMP. Na verdade, o exame oral deveria acabar, ou ser terceirizado.

oh tempos, oh costumes! E quando terá fim e...

Armando do Prado (Professor)

oh tempos, oh costumes! E quando terá fim esse suspeitíssimo exame oral? Esse exame de compadrio?

Comentários encerrados em 27/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.