Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Primeira experiência

OAB registra 19% de aprovação em Exame unificado em 17 estados

O Conselho Federal da OAB divulgou, nesta sexta-feira (6/7), os resultados do primeiro Exame de Ordem com conteúdo unificado. O Exame foi realizado, no dia 15 de abril, em 17 estados. De acordo com a Comissão Nacional de Ensino Jurídico, a média de aprovação, levando em conta as estatísticas dos 17 estados, foi de 19,09%.

Sergipe obteve o melhor desempenho entre os 17 estados que participaram do Exame unificado, com 40% de candidatos aprovados de um total de 287 candidatos. Também conseguiram indices de aprovação acima dos 30% os estados de Bahia, Ceará, Pernambuco e Piauí registraram as melhores médias de aprovação, acima de 30%.

Já o Amapá teve o menor índice de aprovação: menos de 3% dos 70 candidatos incritos sobreviveram à prova final. O Acre, que antes da unificação do Exame obtinha índices de aprovação próximos dos 100%, agora ficou abaixo da média nacional. Aprovou apenas 15% dos inscritos. O Rio de Janeiro, que inscreveu o maior número de candidatos no Exame só conseguiu aprovar 8% dos seus 6,8 mil candidatos incritos, mesmo indice obtido pelo Amazonas.

Também houve Exame com conteúdo unificado os estados do Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rio Grande do Norte e Tocantins.

O Exame é composto por uma prova objetiva, na primeira fase, e outra subjetiva, a chamada prova prático-profissional. Ele indica se os bacharéis em Direito estão aptos ou não a exercer a profissão. Ele funciona como indicador da qualidade da formação oferecida pelos cursos jurídicos aos estudantes.

<b>Veja os resultados do Exame com conteúdo unificado</b>:


Seccional Inscritos Aprovados
Prova Objetiva Prova Prática %
AC 202 36 31 15,35%
AL 540 132 116 21,48%
AM 552 64 46 8,33%
AP 70 4 2 2,86%
BA 1.454 562 505 34,73%
CE 852 379 319 37,44%
DF 2.326 738 583 25,06%
ES 1.472 374 315 21,40%
MS 945 151 126 13,33%
MT 1.501 236 187 12,46%
PB 475 135 120 25,26%
PE 1.475 549 488 33,08%
PI 576 229 186 32,29%
RN 560 144 133 23,75%
SE 287 120 117 40,77%
TO 292 55 43 14,73%
RJ 6.833 2.193 580 8,49%
Total 20,412 6.104 3.897 19,09%

Fonte: OAB


Revista Consultor Jurídico, 6 de julho de 2007, 17h36

Comentários de leitores

9 comentários

Não acredito que o alto índice de reprovação ao...

Meire (Estudante de Direito - Tributária)

Não acredito que o alto índice de reprovação ao exame da Ordem se deva exclusivamente à faculdade não, pois eu sou prova de que a dedicação do aluno é determinante, já que passei nas duas fases da prova já na primeira tentativa, sem ter feito nenhum cursinho preparatório e ter estudado em faculdade particular. Deixo claro também que não houve praticamente nenhum conteúdo das provas que eu não tenha visto em sala de aula. Abaixo o preconceito!!!

Um viva para os cursinhos preparatorios de curs...

dinarte bonetti (Bacharel - Tributária)

Um viva para os cursinhos preparatorios de cursos para exame da OAB. Tentará cobrir os furos do ensino Universitario a que estao sujeitos os pobres enganados estudantes de direito, que pagam valores geralmente exagerados para seus orçamentos, em mensalidades, e que sustentam essas mafias donas de faculdades fajutas, e que nao foram ate agora criticadas pela OAB, numa campanha que já passa da hora de ser inciada contra essas instituicoes caça-niqueis. O exame da OAB esta julgando na verdade a propria incompetencia da OAB em realmente agir sobre a raiz do problema, e nao suas consequencias. Protegendo dono de faculdades? Abstendo-se de agir contra esses irresponsaveis que tomam o dinheiro do coitado do estudante, enganado em sua hipossuficiencia de julgamento? Soluções existem muitas para corrigir isso. Mas para isso, o caminho nao é so o exame da OAB.

Os bacharéis vêm se conscientizando da necessid...

Dr. Marcelo Galvão SJCampos/SP - www.marcelogalvao.com.br (Advogado Sócio de Escritório)

Os bacharéis vêm se conscientizando da necessidade de estarem melhor preparados para enfrentar os desafios da prova, sou Presidente da Comissão de Exame na cidade de São José dos Campos e fico muito feliz pela melhora a cada dia. As provas deverão ser unificadas no país todo, devendo ser uma prova bem dificil, devendo a aprovação manter-se em de 10% a 15%.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 14/07/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.