Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Indícios de irregularidades

MPF quer anular vestibular da Universidade Federal do Acre

O Ministério Público Federal quer anular o último vestibular da Universidade Federal do Acre. Para tanto, recorreu ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região. O autor da ação é o procurador da República José Lucas Perroni Kalil. Ele questiona decisão da 3ª Vara Federal de Rio Branco, que negou o pedido de liminar.

A Ação Civil Pública foi ajuizada, em 14 de dezembro do ano passado, depois de vários candidatos terem procurado o MPF e outras entidades para denunciar irregularidades. De acordo com eles, alguns candidatos foram autorizados a permanecer com seus celulares e outros saíram das salas de provas levando o caderno de questões, antes do horário previsto no edital.

Houve casos de candidatos que se sentaram muito próximos. Já em outra escola, chegou a faltar carteiras para todos os inscritos. Por causa disso, as provas do dia 10 de dezembro começaram duas horas e meia depois do previsto.

Há diversos testemunhos de que alguns vestibulandos obtiveram informações, por celular, sobre a prova daqueles que já tinham terminado em outros locais.

O recurso está para ser decidido, provisoriamente, pela desembargadora federal Selene Maria de Almeida.

Processo 2007.01.00.000084-0

Revista Consultor Jurídico, 15 de janeiro de 2007, 17h59

Comentários de leitores

1 comentário

Não é novidade a UFAC estar envolvida em escând...

Ruberval, de Apiacás, MT (Engenheiro)

Não é novidade a UFAC estar envolvida em escândalos. Está se tornando uma exceção não haver tramóia em seus vestibulares.

Comentários encerrados em 23/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.