Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Passando o chapéu

Presidente do TJ-SP defende orçamento de R$ 5,7 bilhões em 2007

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Celso Limongi, se reuniu com lideres dos partidos na Assembléia Legislativa para expor a necessidade de aprovação da proposta orçamentária de R$ 5,7 bilhões, nesta quarta-feira (14/2). Os deputados devem aprovar o orçamento-geral do estado até o final de fevereiro.

Em dezembro de 2006, o governo encaminhou uma proposta orçamentária para o Judiciário de R$ 3,9 bilhões, o mesmo valor destinado em 2006. À época, o TJ pediu R$ 8 bilhões. Na conversa com os parlamentares, Limongi defendeu a aprovação da proposta encaminhada pelo TJ, como forma de corresponder à expectativa da sociedade de prestação de serviços jurisdicionais.

Segundo o desembargador, o tribunal fechou 2006 com suplementação orçamentária, o que pretende evitar este ano. Ele relatou aos deputados que o déficit projetado pelo TJ-SP para 2007 é de R$ 120 milhões, sem prever a instalação de mais nem uma vara ou comarca, ou mesmo a nomeação de servidores já aprovados em concurso público.

Revista Consultor Jurídico, 14 de fevereiro de 2007, 20h50

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.