Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mais que o necessário

Formação superior à exigida não desclassifica candidato

Candidato não pode ser desclassificado em concurso público por ter formação superior à exigida no edital. O entendimento é da 2ª Câmara do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Os desembargadores negaram o recurso da Celesc contra decisão da primeira instância, que mandou a empresa contratar um dos aprovados para o cargo de técnico em contabilidade.

De acordo com o processo, o edital exigia formação técnica, mas o candidato já tinha terminado a faculdade de Ciências Contábeis. Por isso, ele foi excluído do concurso.

No Tribunal, a Celesc alegou que as atribuições das duas formações são distintas e, por isso, o candidato precisa ter o grau de escolaridade exigido. O desembargador Francisco Oliveira Filho, relator, não acolheu o argumento. “Não é razoável deixar de admitir candidato cuja formação não corresponde com exatidão àquela exigida no edital, mas vai além dela.”

Processo 2006.028440-8

Visite o blog Consultor Jurídico nas Eleições 2006.

Revista Consultor Jurídico, 8 de outubro de 2006, 7h00

Comentários de leitores

2 comentários

É, de fato, um absurdo. Mas existem pessoas que...

J.Henrique (Funcionário público)

É, de fato, um absurdo. Mas existem pessoas que após ingressarem num cargo para o qual tem qualificação de sobra, não aceitam desempenhar as funções devidas por considerá-las abaixo do seu 'nível'. Outro costume é o desvio de função e, antes da CF de 1988, a transposição de cargo sem a adequada seleção por concurso.

Simplesmente bizarro!

Bira (Industrial)

Simplesmente bizarro!

Comentários encerrados em 16/10/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.