Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Comunidade de luto

Morreu a subprocuradora-geral Armanda Soares Figueiredo

As comunidades indígenas e populações minoritárias perderam uma grande defensora. Morreu na última quarta-feira (4/10), em Recife, a subprocuradora-geral da República, Armanda Soares Figueiredo. Natural de João Pessoa (PB), Armanda tinha 63 anos. Era casada com o juiz do Trabalho da 6ª Região Josias Figueiredo e tinha quatro filhas. Ela sofria de câncer.

Integrante da 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, que se ocupava de temas relativos aos povos indígenas e minorias étnicas, Armanda abraçou com dedicação à causa. Sem o alarde de tantos, tinha seu gabinete aberto aos indígenas, freqüentava as aldeias e vivia, na prática, as dificuldades das populações indígenas. Tratava-se de uma pessoa muito especial . Tocava violão e cantava. Tinha planejado lançar um CD em agosto, projeto que foi cancelado por causa da doença.

Armanda formou-se pela Faculdade de Direito de Olinda (PE) em 1978. Em 1983 ingressou no Ministério Público Federal. Dez anos mais tarde foi promovida a procuradora regional da República e em 2001 a subprocuradora-geral. Desde então atuava perante a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça, na área de Direito Privado. Nesta mesma oportunidade passou a integrar a 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal.

A 6ª Câmara é um órgão setorial de coordenação, de integração e de revisão do exercício funcional dos Procuradores da República, nos temas relativos aos povos indígenas e outras minorias étnicas. Dentre essas minorias têm tido atenção os quilombolas, as comunidades extrativistas, as comunidades ribeirinhas e os ciganos Todos esses grupos têm em comum um modo de vida tradicional distinto da sociedade nacional em geral.


Revista Consultor Jurídico, 6 de outubro de 2006, 12h20

Comentários de leitores

4 comentários

Minha solidariedade, nesta hora em que a ausênc...

Luís da Velosa (Bacharel)

Minha solidariedade, nesta hora em que a ausência abre um vácuo derredor de nós,à família da Exmª Sra. subprocuradora-geral, Dra. Armanda Soares Figueiredo.

É, o Ricardo fala de ACM(mas com certeza não co...

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

É, o Ricardo fala de ACM(mas com certeza não conhece a Bahia, e não pode avaliar o progresso que a boa terra goza graça a intervenção do carlismo, ademais, a Bahia e os baianos estão se lixando para opiniões pré-concebidas e desconexa no tempo e no espaço, um lembrete: sou da boa terra e orgulho-me muito!)demais malufadas,deixo para outros opinarem; contudo, e o tal do Covas(que o capeta agradeceu a sua chegada)o que fez ele a não ser dissipar o patrimônio do povo paulista(vendendo a preço de banana, expressivas empresas paulistas, incluindo-se o Banespa!), ademais, pedagiando excelentes rodovias, muitas, inclusive, à época recentemente inauguradas, eu que sou ingênuo gostaria de assumir um box que fosse, somenta para carpir placas de sinalização e estava de bom tamanho. Em um país verdadeiramente SÉRIO a corja dos malfeitores tucanos estariam há muito em um paredão e já teriam falado há muito com o capeta. Por fim, não podemos esquecer que este país de terceiro-mundista, autêntica republiqueta de bananas há muito NÃO É SÉRIO!!!

Decerto, vale o ditado popular "vaso ruim não q...

Ruberval, de Apiacás, MT (Engenheiro)

Decerto, vale o ditado popular "vaso ruim não quebra". No que diz respeito aos crápulas citados, não tenho dúvida, eles prestarão contas de suas vidas. O poder concedido à eles não foi em vão. Tudo será cobrado. Quanto maior a riqueza maior será a cobrança. Quanto à procuradora, não a conheci, mas sei que se tratava de pessoa do mais alto nível, seja como pessoa, seja como membro do MPF. As grandes realizações sempre ficam. Como disse Cicero quando se referiu aos amigos "...mesmo que distantes, estão pertos; ainda fracos, são fortes; e por incrível que pareça, ainda mortos, permanecem vivos". Que Deus ilumine e receba a procuradora de braços abertos.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 14/10/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.