Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Juiz interestadual

Concurso para juiz em SC não exigirá conhecimentos regionais

O concurso de juiz de Santa Catarina não exigirá mais do candidato que ele conheça a geografia, história e literatura do estado. A decisão foi tomada pela Comissão Permanente de Concurso para Ingresso na Magistratura de Santa Catarina, depois que o Conselho Nacional de Justiça deferiu liminar para um candidato.

De acordo com a conselheira Ruth Carvalho, relatora da o caso no CNJ, cobrar conhecimento sobre aspectos regionais implicaria em afronta ao princípio da igualdade, o que prejudicaria os candidatos de outros estados.

Com a retificação, o prazo final para inscrição se estenderá de 15 de dezembro deste ano para 10 de janeiro de 2007.

Revista Consultor Jurídico, 30 de novembro de 2006, 13h10

Comentários de leitores

4 comentários

Sabe quem perde com isso? O jurisdicionado. O...

Marcus (Advogado Associado a Escritório)

Sabe quem perde com isso? O jurisdicionado. O Tribunal precisa de juízes, e a solução de contratar candidatos de outros estados é ilusória. Quem sai de uma grande capital de uma Estado, onde reside com a família não "aguenta" viver isolado, no interior deoutro estado, sem estrutura, família, nada... Assume o cargo e vai embora, deixando a vaga em aberto. Sabemos que isso é verdade. E quando ficam, acontece duas coisas: uma, ficam prepotentes, pois são de fora e "venceram" os da terra, e nesse mesmo sentido, acabam ficando com ódio, pois acabam se acomodando e quando tentam sair já não conseguem, pois se desatualizaram. Ficando ou saindo, é sempre ruim para o Tribunal de Justiça e a organização judiciária. Será que os candidatos conhecem o interior dos estados que estão se propondo trabalhar? Sabem, por exemplo, que tem lugar no Pará que se demora dois dias para chegar? Que não há internet que preste, aliás, qua não shopping, Velox, banda larga, que há pistoleiro, carapanã, mosquito, dengue, malária? Infelizmente as pessoas fazem concurso e não se preocupam com o "para onde". Entendo a situação dos Tribunais, não é bairrismo, é precaução. Acho quem quem tem condições para passar no Acre, passa em Santa Catarina. Então, o melhor (ou o "ideal"), é ficar perto e casa. Felicidade, bem estar, família, conforto, tudo conta na hora de escolher por um concurso. Se depois de ponderar tudo, a pessoa escolher ir para o Acre ou Santa Catarina, que seja bem-vinda, que assuma e fique, pois o cargo é sério, a responsabilidade é séria; e muito mais que um emprego, é um compromisso com o Estado. Boa sorte a todos.

E ainda tem gente que fala que paulista é que é...

cirinosilva (Estudante de Direito - Ambiental)

E ainda tem gente que fala que paulista é que é bairrista!!!!

Demorou.Agora, falta determinar (sabe-se lá com...

MPMG (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Demorou.Agora, falta determinar (sabe-se lá como!) que nas outras centenas de concursos do sul não se façam a mesma discriminção odiosa, como perguntar qual o nome antigo da ponte "X" de Florianópolis... é sério (concurode auditor fiscal).

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.