Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fiscal da advocacia

Sergei Arbex é o novo corregedor do Tribunal de Ética da OAB-SP

O presidente da OAB paulista, Luiz Flávio Borges D´Urso, designou o conselheiro Sergei Cobra Arbex para o cargo de Corregedor do Tribunal de Ética e Disciplina. O tribunal é presidido por Braz Martins Neto.

Sergei Cobra Arbex assume a cadeira deixada por Romualdo Galvão Dias. Ele se afastou para concorrer a cargo público nas eleições deste ano. “A missão é muito grande e muito difícil, mas me sinto lisonjeado de fazer parte desse grupo. Estamos nos empenhando para fazer um bom trabalho”, declarou Cobra Arbex.

O novo corregedor tem a obrigação de fazer a inspeção e correição de todas 17 turmas julgadoras do tribunal; decidir sobre reclamação de atos que atentem à ordem processual praticados pelas turmas ou seus presidentes; cuidar para manter o padrão de funcionamento e serviços e propor ao Conselho intervenção em qualquer das turmas, no caso de não observância às determinações fixadas.

Revista Consultor Jurídico, 27 de julho de 2006, 7h00

Comentários de leitores

4 comentários

Eduardo Elias (criminalista e professor univers...

Eduardo Elias (Advogado Associado a Escritório - Criminal)

Eduardo Elias (criminalista e professor universitário): Conheci o Dr. Sergei Cobra Arbex em audiência casual, onde convergíamos na defesa de réus no Fórum da Barra Funda. Sem saber de sua estirpe genética, encantou-me sua lucidez, cultura, combatividade e intransigência nas prerrogativas, pois especificamente tivemos, naquela oportunidade, audiência complexa. Dr. Sergei colocou o presidente da audiência no seu devido lugar. Em segunda oportunidade, em sessão de desagravo por mim requerida, tive oportunidade de ouvi-lo. Somos privilegiados com sua nomeação. Poderia elogiar sua origem genética, para justificar sua erudição, perfil e caráter. Prefiro dar os cumprimentos aos pais - devem sentir imenso orgulho da pessoa grandiosa e ímpar que geraram. Tem brilho mais do que próprio, pois vem de sua própria alma. Felicito-os.

Excelente escolha. Que imprima filosofia de obs...

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Excelente escolha. Que imprima filosofia de observância dos preceitos constitucionais, mormente para que colegas, que não se sabe porquê, ainda insistam em chamar processados de bandidos, engrossando a voz popular que tanto prejudica a advocacia.

O cargo de Corregedor do TED é muito perigoso, ...

Raul Haidar (Advogado Autônomo)

O cargo de Corregedor do TED é muito perigoso, porque pode atingir interesses de alguns bandidos travestidos de advogados. Pode, ainda, atingir coisas mais perigosas: a exacerbada vaidade de alguns assessores do TED, a vocação de alguns "torquemadinhas" que pensam que o TED pode servir de instrumento da maldade, a mesquinharia de alguns assessores que usam o cargo para se promover e dar aulas em cursinhos, a preguiça dos que não cumprem prazos, o espírito de corpo de alguns ex-juizes e mesmo de funcionários públicos que advogam, enfim, pode atingir a "maldade que se esconde nos corações humanos", como dizia o personagem Sombra. Sei disso porque tal cargo foi criado na memorável gestão do dr. Approbato e tive a honra de ser o primeiro indicado pelo Conselho. O dr. Sergei é um advogado brilhante, que honra e dignifica a Advocacia, sério, inteligente, culto, afável no trato com os colegas, o que o qualifica para qualquer cargo na OAB, por mais difícil que seja. O fato de pertencer a uma "boa família de juristas", como registra o ilustre colega Rossi Vieira, talvez o qualifique mais ainda, mas nem era preciso mencionar, pois há colegas que também se originam de boas famílias de juristas, mas que envergonham seus ancestrais. O Dr. Sergei não só é motivo de orgulho para sua família, mas é orgulho para nós advogados! Parabéns à OABSP e ao TED!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 04/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.