Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Confira resultado

OAB-SP divulga aprovados na primeira fase de Exame de Ordem

A seccional paulista da OAB está disponibilizando, desde esta sexta-feira (3/2), consulta por nome para saber quem passou na primeira fase do último Exame de Ordem, feito no dia 22 de janeiro.

O exame 128º teve o segundo pior resultado da história da prova: apenas 19,2% dos candidatos foram aprovados. O recorde ainda é do exame 126º, quando apenas 12% dos candidatos foram aprovados na primeira fase.

Dessa vez, foram inscritos para fazer a prova mais de 28 mil bacharéis. O índice de abstenção foi baixo: 3,41%. A prova da primeira fase do Exame de Ordem é objetiva, com 100 questões de múltipla escolha com quatro opções cada. A segunda prova é prático-profissional, feita apenas pelos aprovados na primeira fase e tem redação de peça profissional e quatro questões práticas.

São considerados habilitados para a segunda fase os candidatos que acertam metade das questões na primeira fase. A segunda fase do Exame 128 será no dia 19 de fevereiro.

Clique aqui para saber se você passou.

Revista Consultor Jurídico, 3 de fevereiro de 2006, 21h40

Comentários de leitores

3 comentários

Concordo com os Drs. nas devidas proporções, oc...

Arnaldo (Bacharel)

Concordo com os Drs. nas devidas proporções, ocorre que hoje a prova da ordem exige muito mais do candidato do que os simples conhecimentpo básico que se deve esperar de um bacharel. É simples, basta fazer a prova para ver quanto os Drs. fariam!!! Em declaração a um debate feito pela Folha de S.Paulo, publicada na matéria 36208 do Conjur, http://conjur.estadao.com.br/static/text/36208,1 " Durante o debate, o presidente da OAB-SP disse que, atualmente, não passaria no exame de ordem. D’Urso afirmou que isso é normal, uma vez que a prova verifica o aprendizado em diversas áreas do direito e ele se especializou em uma, a penal. Segundo D'Urso, a prova exige conhecimentos mínimos para o estudante entrar no mercado de trabalho". Ora, se nem o Presidente da OAB-SP passaria na prova, como podem exigir que um simples bacharel passe????? Não é só os conhecimentos básicos que estão sendo exigidos???? Será que nosso presidente não tem nem conhecimento do básico em algumas matérias????? A Resposta é não!!! O nivel de exigência na prova da ordem ultrapassa a barreira do básico, tanto que muitos advogados hoje não passariam no exame de ordem!!!! E mais, se o indice de reprovação chega a alarmantes 81%, e tão dizendo que a culpda é das universidades, podemos 1o entender que 90% das universidades tem sua grade muito mal formulada para dar um ensino tão mediocre, 2o podemos ajuizar uma Ação para apurar eventuais responsabilidades, se é assim, como vem alegando a reinterados exames a OAB -SP. Portanto vale lembrar que não é um problema particular do candidato, mas sim um problema do estado que não cumpriu seu papel de fiscalizar!!!

Acredito que o exame da Ordem seja crucial para...

Fabio Nogueira Rodrigues (Advogado Sócio de Escritório)

Acredito que o exame da Ordem seja crucial para formação e reciclagem de nossos operadores do direitos que pretendem autar na advocacia, pois, dentro do ramo jurídico, a advocacia era o único ramo que estava recebendo uma grande quantidade de profissionais inaptos. Vide como exemplo a Magistratura. o MP, a Procuradoria, etc., todos com grau de dificuldade alto nas provas. Se o MEC não cumpre sua função, a OAB paulista cumpre.

Durante muitos anos, fui examinador da OAB-sp. ...

A.C.Dinamarco (Advogado Autônomo)

Durante muitos anos, fui examinador da OAB-sp. Aprendi uma coisa : enquanto os examinadores quiserem mostrar que sabem, em vez de verificar se é o candidato que conhece, vai ser esse morticínio. acdinamarco@adv.oabsp.org.br

Comentários encerrados em 11/02/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.