Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Patrão único

Nos EUA, ex-governador corrupto quer receber pensão

Por 

O ex-governador do estado de Illinois, George Ryan, quer manter parte de sua pensão de ex-governante obtida antes de se meter em escândalo de corrupção federal, no início de 2006. Para tanto, ajuizou uma ação em Chicago. A informação é do site Findlaw.

O conselho da previdência dos Estados Unidos, o General Assembly Retirement System, votou mês passado pelo corte da verba anual de US$ 197 mil que o ex-governador recebia de pensão. A soma foi conquistada após uma carreira pública de 35 anos.

Os advogados de George Ryan querem que ele recupere os vencimentos relativos a 24 anos como conselheiro de condado, deputado e vice-governador, o que totaliza US$ 65 mil por ano. A alegação da defesa é a de que na época em que ocupava esses cargos Ryan ainda não havia cometido os delitos que o privaram do direito de receber a pensão.

Em seu parecer sobre o caso, a procuradora-geral Lisa Madigan.recomendou o corte total dos pagamentos por entender que durante todo o tempo Ryan serviu a um único patrão: o Estado.

Ryan foi condenado a seis anos e meio de prisão por fraude de correspondência eletrônica, lavagem de dinheiro, extorsão, obstrução de Justiça e corrupção enquanto era secretário de estado e governador de Illinois, entre 1991 e 2003. Ele está em liberdade.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 30 de dezembro de 2006, 7h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.