Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Formação e orientação

Desembargador aposentado dá dicas sobre curso de Direito

O desembargador aposentado Vladimir Passos de Freitas lançou, no início de novembro, o livro Curso de Direito — Antes, Durante e Depois. Com a obra, Freitas pretende orientar estudantes e recém-formados sobre a melhor maneira de agir no mercado.

Desde dicas para a escolha do curso até como obter sucesso na carreira, o desembargador procura, a partir da sua experiência na carreira jurídica, orientar os jovens. Ele apresenta dados indicativos, estatísticas, sites e outras fontes de consulta sobre o assunto. No final do livro, há entrevistas com profissionais no mundo jurídico sobre a vida na carreira.

Vladimir Passos de Freitas se formou m Direito em 1968 pela Faculdade de Direito de Santos (SP). Já no Paraná, fez o curso de mestrado e doutorado pela Universidade Federal do estado. Concluiu a sua formação em Direito Administrativo na Universidade LA Sapienza, em Roma. Foi delegado da Polícia Federal, promotor de justiça, juiz federal e eleitoral. Chegou a ser presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Aposentou-se em maio deste ano.

Revista Consultor Jurídico, 15 de dezembro de 2006, 7h00

Comentários de leitores

3 comentários

Patuléia, me desculpe, mas eu, como estudante d...

Thyago Cruz (Estudante de Direito)

Patuléia, me desculpe, mas eu, como estudante da UNIP-Tatuapé não posso permitir que você fale desta forma. Como vejo, você não é do ramo das Ciências Jurídicas e, portanto, não acho que seja a pessoa mais habilitada a "meter o pau" na grade curricular de algum curso de Direito. Além do mais, não sei se te informaram mas as universidades que ultimamente mais tem tido crises no seu corpo docente tem sido a USP e a PUC/SP e não tais "UNIPs DA VIDA" como você disse. Apesar disso, tais universidades ainda se mantém no topo da lista de aprovação no exame da ordem o que nos faz (com um pouco de bom senso) supor que quem faz o curso de Direito é o aluno (estudioso, dedicado, interessado) e não o professor que muitas vezes tem 50 minutos de aula para tratar de temas tão complexos pertencentes ao estudo aprofundado do nosso ordenamento jurídico. Como última informação, alunos vagabundos que estão apenas interessados no diploma existem em qualquer lugar e em qualquer universidade. Diferentemente de outros cursos, o curso de direito exige uma reflexão solitária do aluno com os seus livros, a sala de aula é o topo do iceberg, abaixo dele há muito mais conhecimento a ser explorado. Portanto, antes de esculachar com algumas instituições de ensino e, consequentemente, ofender aos alunos que delas fazem parte, pense, pesquise e pondere a fim de não mais cometer tais desmandos.

Salvo engano, o dr. Vladmir foi aprovado no con...

Michael Crichton (Médico)

Salvo engano, o dr. Vladmir foi aprovado no concurso de delegado federal mas não tomou posse.

...caro desembargador: certas unip's da vida nã...

Robespierre (Outros)

...caro desembargador: certas unip's da vida não tem conselho que resolva, pois é um tal de professores sem titulações devidas, aulas capengas, descumprimento dos horários, etc. tenho parente na unip da "chácara santo antonio", onde é um deus nos acuda: alguns professores despreparados, coordenador arrogante e vingativo, aulas mal dadas, currículo desatualizado, alguns alunos achando que o que importa é o diplama, etc. a coisa tá feia. mec, oab, onde estão, em que quarteirão te escondes?

Comentários encerrados em 23/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.