Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Rede de relacionamentos

Escritórios de médio porte criam rede para compartilhar serviços

Por 

Pensando em resolver um dos grandes problemas dos escritórios de pequeno e médio porte, que enfrentam dificuldades em atender clientes em outras cidades, o advogado empresarial Luiz Eduardo Lopes da Silva, do escritório Lopes da Silva Guimarães, foi buscar no modelo americano uma forma de ampliar os negócios: a parceria.

Assim nasceu a Lex Net — Law Firms Alliance, um network voltado para o Direito Empresarial, que pretende formar uma rede de escritórios associados para gerar novos negócios, reduzindo custos e prazos.

Atualmente com 12 escritórios e mais de 200 advogados associados,o projeto foi planejado durante um ano e meio e começou a tomar forma em novembro de 2004, quando Luiz Lopes e sua equipe tiraram a idéia do papel e foram procurar os escritórios que se enquadrariam no perfil. A sociedade começou com sete escritórios no interior de São Paulo e tem a intenção de expandir para mais cinco pólos econômicos no estado ainda esse ano. Desde o início deste ano, cinco escritórios de outros estados se juntaram à rede.

“A idéia era conseguir se estabelecer em outras cidades sem ter que fazer um grande investimento. Muitas vezes, acabava dando o cliente de presente para advogados de outro lugar. Por isso busquei esse modelo de sociedade em que os escritórios se mantêm independentes, mas tem o compromisso com os associados”, afirma Lopes da Silva.

De forma prática, a rede funciona da seguinte maneira: se um escritório de São Paulo precisa participar de uma audiência em Porto Alegre, por exemplo, ele aciona um escritório associado da cidade para representá-lo. Além de promover a integração, também são organizados cursos, palestras para os associados, o que permite trocar conhecimento e informações sobre o exercício do Direito.

Como o objetivo é expandir sem perder qualidade no atendimento aos clientes e construir uma rede sólida entre associados, há um rigoroso processo de seleção dos novos integrantes. De acordo com a advogada Lucia Zimmermann, diretora executiva da Lex Net, “como estamos focados em advocacia empresarial, o escritório que nos interessa é o que olha a advocacia como negócio, que se antecipa para as soluções”.

Em outubro ocorrerá um encontro em Campos de Jordão (SP), em que os associados poderão pensar em como desenvolver mais a idéia de rede.

Veja os escritórios associados

Lopes Da Silva e Guimarães Advogados Associados, São Paulo

Lemos e Associados Advocacia, Campinas (SP)

FRS Consultoria e Assessoria Jurídica e Empresarial, Santos (SP)

Basso e Terruggi Advogados Associados, São José Do Rio Preto (SP)

Rabello E Arruda Costa Advogados Associados, Sorocaba (SP)

Edson Barcellos Advogados, Goiânia

Imaculada Gordiano Advogados Associados, Fortaleza

Advocacia Dr. Elvio Henriqson, Porto Alegre

Escritório de Assessoria Jurídica José Oswaldo Corrêa, Rio de Janeiro

Portugal, Vilela, Behrens e Aguiar Advogados, Belo Horizonte

Sandro Schauffert Advogados Associados, Joaçaba (SC)

Machado Neto, Bolognesi, Azevedo e Falcão Consultores e Advogados, Salvador

 é repórter do jornal DCI.

Revista Consultor Jurídico, 2 de agosto de 2005, 16h16

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/08/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.