Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Letra da lei

Justiça determina fim da operação padrão da PF em aeroportos

O juiz Cesar Antonio Ramos, da 7ª Vara Federal de Brasília, decidiu pela legalidade da greve na Polícia Federal, que nesta terça-feira (30/3) completou três semanas. Porém, o juiz determinou o fim da Operação Padrão, que tem provocado filas nos aeroportos.

Francisco Carlos Garisto, presidente da Fenapef -- a Federação Nacional dos Policiais Federais -- disse que já nesta terça entra na Justiça com ação declaratória pedindo a continuidade da operação padrão. Segundo ele, nestas três semanas de greve, a PF prendeu 22 procurados pela Justiça, apreendeu uma tonelada de cocaína e conseguiu reduzir a zero a média diária de dez carros e motos levados ao Paraguai, em roubos, pela fronteira de Foz do Iguaçu (PR).

Com a decisão da legalidade da greve, o delegado federal Paulo Lacerda, diretor da PF, fica impedido de cumprir sua promessa: demitir todos os grevistas.

Revista Consultor Jurídico, 30 de março de 2004, 15h36

Comentários de leitores

10 comentários

Marcelo, Ao menos para você a greve foi mui...

Zaira Pernambuco ()

Marcelo, Ao menos para você a greve foi muito boa, pois está com tempo de sobra para ficar postando comentários o dia todo, defendendo a sua categoria profissional; louvo saber que, ao menos você, está fazendo alguma coisa. Mas vem cá, como não existe hierarquia na PF? Quer dizer que delegado, papiloscopista, agente, faxineiro, porteiro, carcereiro, superintendente é tudo a mesma coisa? Se tiver curso superior tem que ganhar o mesmo salário? Benza Deus, isso é que é igualdade social! Um exemplo até para a finada e extinta URSS de distribuição igualitária de renda. Se Marx fosse vivo, sem dúvida estaria aprendendo com o Sr. Garisto e com vocês, próceres do socialismo em seu estado puro. E pensar que há alguns anos vocês auxiliavam na torutra e prisão de comunistas, quanta mudança... Tudo muito bom, tudo ótimo, mas vem cá, com "o meu, o seu, o nosso" dinheiro? Creio que Marx não aprovaria esta distribuição de renda invertida, pois quem sustenta os régios salários de vocês é a massa pobre da população brasileira, que vive com salário mínimo.

Sr. Emmanuel, O senhor vem postando essa men...

João Paulo da Silva (Estudante de Direito)

Sr. Emmanuel, O senhor vem postando essa mensagem com um telex de *15 anos* em todas as notícias do consultor jurídico. Um procedimento deselegante, não há como negar. Além disso, o Sr. não indica o contexto da questão! Em várias comarcas, Brasil afora, o MP sequer possui dependências próprias. Os promotores dirigem-se ao fórum para inteirar-se dos processos e vão trabalhar em casa, não por vagabundagem, mas por simples ausência de local de trabalho. E isso ocorre, pasmem, até com o MPF, onde, em algumas cidades, a estrutura da Procuradoria da República é meramente uma salinha emprestada pela Justiça Federal.

Sr. Leandro, respondendo a sua pergunta, sim, ...

Marcelo (Servidor da Secretaria de Segurança Pública)

Sr. Leandro, respondendo a sua pergunta, sim, a Operação Padrão deveria ocorrer sempre, mas não é realizada porque não interessa ao governo e a sociedade (em sentido estrito) uma polícia funcional. Não existe condição humana e material para que isso seja feito sempre. E, para mostrar isso a sociedade, fazemos essa Operação, para chamar a atenção do que ocorre.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 07/04/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.