Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Casa arrumada

Estefânia fala da situação de caos que herdou da OAB-DF

A presidente da OAB do Distrito Federal, Estefânia Viveiros, fez um relato em que chamou de “calamitosa” a situação em que encontrou a entidade, ao assumi-la em janeiro deste ano. As declarações, feita nesta sexta-feira (26/3) impressionaram os colegas que participam da reunião do Colégio de Presidentes dos Conselhos Seccionais da OAB.

Segundo ela, a entidade possuía um déficit da ordem de R$ 7 milhões, descrédito total junto ao setor bancário da capital federal, ameaça de corte do plano de saúde de seis mil advogados. Estefânia é a única mulher entre os presidentes de Seccionais da OAB das 27 unidades da Federação.

"Passei os dez primeiros dias de minha gestão recebendo credores, sem sequer conhecê-los", disse. Para administrar o rombo de R$ 7 milhões nas finanças, Estefânia conta que teve de assumir um "ônus político" que seus antecessores não ousaram enfrentar e aumentou em 30% a anuidade dos advogados inscritos, que estavam congeladas desde 1995.

Com a adoção das medidas, a entidade já poupou R$ 500 mil em apenas dois meses. A economia foi atingida também pelas revisões de contratos feitos pelas administrações anteriores, como o da limpeza, por meio do qual conseguiu diminuir em R$ 19,5 mil os gastos mensais. Também os gastos com manutenção de elevadores foram reduzidos e 20 funcionários foram demitidos. (OAB)

Revista Consultor Jurídico, 26 de março de 2004, 16h50

Comentários de leitores

1 comentário

Corajosa a colega. Se começar a escavar mais fu...

Joaquim (Outros)

Corajosa a colega. Se começar a escavar mais fundo, encontrará mais coisas. Sinto vergonha da OAB. Tenho dito, inumeras vezes, que a OAB deve ser transparente na gestão dos seus recursos.

Comentários encerrados em 03/04/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.