Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Raio-X

Jornalista acusa Presidência de vasculhar sua vida financeira

O jornalista Mino Pedrosa, dono da agência de comunicação Free Press, acusou a Presidência da República de vasculhar sua vida financeira após o caso Waldomiro Diniz. Pedrosa faz parte da lista da Polícia Civil da Brasília de suspeitos de participação na divulgação da fita que mostra o momento em que Diniz recebia uma propina no aeroporto da capital.

O jornalista afirma que descobriu uma consulta feita pela Presidência em seu cadastro pessoal ao pedir dados para anexar a um contrato de aluguel. No documento obtido por Pedrosa, aparece o nome da Casa Militar da Presidência, hoje Gabinete de Segurança Institucional, chefiado pelo general Jorge Felix e que tem sob sua responsabilidade a Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

A consulta foi feita no dia 20 de fevereiro, uma semana depois da divulgação das fitas pela revista Época. O Gabinete Institucional afirmou que vai investigar quem ordenou que a vida do jornalista fosse vasculhada em nome da Presidência e garantiu que não há nenhuma investigação oficial contra Pedrosa.

Fonte: Correio Braziliense

Revista Consultor Jurídico, 8 de março de 2004, 19h45

Comentários de leitores

3 comentários

Isso é inaceitável num País que prega o Estado ...

Rozemberg (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Isso é inaceitável num País que prega o Estado Democrático de Direito e a defesa das garantias individuais.

Nem o mais pessimista dos anti-petistas consegu...

Gilberto Jacão ()

Nem o mais pessimista dos anti-petistas conseguiu imaginar que um dia iria ler uma notícia dessas ou que veria o pt fazendo maracutáias nas duas casas do congresso para impedir um CPI. CPI nessa cambada! Giba

Eis aí o elemento que faltava para a instauraçã...

Joaquim (Outros)

Eis aí o elemento que faltava para a instauração da CPI do WD. Isso revela, mais uma vez, o comportamento autoritário dos líderes petistas, conduta típica de agentes da KGB. Contra esta, só há uma remédio: Constituição neles!

Comentários encerrados em 16/03/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.