Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

5 de outubro

Assessores de imprensa do MP promoverão Dia da Cidadania

Assessores de imprensa do Judiciário e do Ministério Público promoverão o Dia da Cidadania em. A intenção é levar uma reflexão sobre o papel das organizações na consolidação da cidadania. A informação consta da carta de Recife elaborada durante o V Encontro Nacional dos Assessores da Justiça, que aconteceu em Recife de 28 a 30 de junho.

O jornalista Celso Gomes, assessor do Tribunal Regional do Trabalho de Natal, foi eleito o novo presidente do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça.

“Nós, assessores, temos papel fundamental na democratização das organizações quando pautamos nossas ações na transparência e na educação de brasileiros que ainda estão à margem dos direitos assegurados na Constituição Federal. Mas este é só um dos desafios”, disse o jornalista.

Leia a Carta aos Assessores de Comunicação do Judiciário e Ministério Público.

Assumo a presidência do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça com a certeza de que contarei com o apoio de todos os assessores de comunicação do Poder Judiciário e Ministério Público para esta importante missão que a mim foi delegada na plenária do V Encontro Nacional dos Assessores da Justiça, realizada ao final do encontro, que aconteceu em Recife de 28 a 30 de junho. Saímos do encontro mais fortalecidos e convictos de que a nossa união trouxe bons resultados ao trabalho que ora desenvolvemos à frente das organizações que assessoramos.

Conto com o especial apoio da diretoria eleita, formada por Flávio Damiani (MPE-RS), vice-presidente. Na Diretoria de Comunicação, a colega Marilda Silveira Camargo (TJ-MS). Rosa Miranda (MPF-PE) será a diretora de Mercado. Valdélio Muniz (MPE-CE) assume a diretoria de Relações Institucionais. Na diretoria executiva, estão Etiene Carvalho (TRF 1ª Região), Uilson Miranda (TRT-BA), Marcos Deumares (TRE-SE), Marcelo Almeida (TJ-MG), Rogério Tavares (TRE-MG) e Cléria Nunes (MPF-SC).

É necessário que se faça um registro histórico dos passos dados por nós até aqui. O nosso movimento surgiu desde a realização do I Encontro Nacional dos Assessores da Justiça, realizado em São Luís, de 22 a 24 de novembro de 2000. A conquista foi, sem dúvida, a troca de experiência e o sentimento mútuo de que começava ali a grande jornada dos assessores que, naquele momento, assumiram o compromisso de reunir-se anualmente para atuar conjuntamente, criando, então, a primeira rede de comunicadores públicos do Brasil. Em seguida, o Estado de Minas Gerais foi a sede do evento. Nesse encontro foi apresentado o Canal Justiça e a lista de discussão com justiça, meios de comunicação eleito pelos assessores para permitir a nossa integração.

Veio, então, o III Encontro, realizado em Alagoas. Nesse encontro, surgiu o Fórum Nacional de Comunicação e Justiça, entidade sem fins lucrativos, de caráter social, cultural, científico, de duração por tempo indeterminado. No encontro, também foi eleita a primeira diretoria, assumindo a presidência a jornalista Edvânia Kátia (TRT-MA) com o meu total apoio enquanto vice-presidente. No IV Encontro, realizado em Curitiba, surge a primeira edição do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça, projeto do FNCJ com o objetivo de reconhecer e valorizar o trabalho desenvolvido pelas assessorias.

Chegamos, então, ao V Encontro, realizado de 28 a 30 de junho em Recife, onde fui eleito para a missão de continuar esse trabalho, realizado até aqui pela jornalista Edvânia Kátia, a quem parabenizo pela maneira firme, determinada e apaixonada com que conduziu todo esse processo até aqui, mostrando ao país esse nosso movimento, mostrando que era possível sonhar e transformar esse sonho em uma realidade. Em Recife, os assessores assumiram mais um compromisso. Realizar o Dia da Cidadania, no dia 5 de outubro, projeto inédito no país, que visa levar a uma reflexão sobre o importante papel das organizações na consolidação da cidadania. Nós, assessores, temos papel fundamental na democratização das organizações quando pautamos nossas ações na transparência e na educação de brasileiros que ainda estão à margem dos direitos assegurados na Constituição Federal. Mas este é só um dos desafios.

Como contribuição o jornalista Márcio Chaer, Diretor do Consultor Jurídico, sugeriu que o pudéssemos inserir ao Dia da Cidadania fazer uma importante corrente para reafirmar os direitos dos cidadãos destacando as leis que não são cumpridas neste país, como esta outras, idéias surgem para somar ao Fórum.

Do encontro, tiramos a proposta de abrir um diálogo maior com o meio acadêmico, convidando universitários e graduados para participarem dos nossos encontros e definimos pela realização de um curso de capacitação para os assessores. Ao longo desses cinco anos, é possível perceber as conquistas coletivas e pessoais. Cada um de nós, com nossas idéias, ideais e convicções, vamos construindo esse nosso movimento diariamente no dia-a-dia de nossas organizações, sempre pautados no sentimento comum de que precisamos fazer da comunicação uma ferramenta a serviço de quem procura por Justiça.

Parabéns a todos os assessores da Justiça e até Natal, para o VI Encontro dos Assessores de Comunicação da Justiça.

Celso Gomes,

Presidente do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça

Assessor de Comunicação de TRT-RN

Revista Consultor Jurídico, 5 de julho de 2004, 19h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/07/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.