Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ensino pirata

MEC aciona PF para fechar faculdades em SP, RJ, PI e CE.

O Ministério da Educação acionou a Polícia Federal para fechar seis instituições de ensino superior que funcionam sem registro ou autorização. As seis faculdades não pediram credenciamento ou entraram com pedido de autorização de cursos no MEC, dois passos necessários para que possam funcionar.

O MEC diz não ter nem mesmo dados de quantos alunos podem estar matriculados nessas instituições. As informações são do site da OAB nacional.

Dessas instituições, duas estão em São Paulo. Uma delas é o Instituto Superior Unifeli e fica no centro da capital. A outra, Faculdade Leonel Aguiar, fica no bairro de Santo Amaro e anuncia em seu site 14 cursos com 980 vagas -- inclusive um chamado de Naturologia, em que o estudante aprenderia terapias alternativas, como iridologia, florais e reflexologia, atividades que não são reconhecidas oficialmente.

Os outros cursos não autorizados são os da faculdade Rui Barbosa, em Teresina (Piauí); faculdade Marques Guimarães, em São José do Vale do Rio Preto (Rio de Janeiro); Faculdade de Educação do Piauí, que atua em Teresina e Itararé (PI); e a Faculdade de Ciências do Estado do Ceará, em Fortaleza.

A Polícia Federal deverá fechar as instituições nos próximos dias e abrir inquéritos por estelionato. Os alunos também terão de recorrer à Justiça em busca de ressarcimento. Como as instituições oficialmente não existem, eles provavelmente não poderão requerer transferência para outra faculdade ou aproveitar os créditos já cursados.

Revista Consultor Jurídico, 21 de dezembro de 2004, 11h50

Comentários de leitores

1 comentário

Só essas?

Luiz Eduardo Alves de Siqueira ()

Só essas?

Comentários encerrados em 29/12/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.