Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pérolas Processuais

Pérolas: a autora do processo não tem mais tempo a perder.

Por 

Chumbregâncias

"Comete pecado mortal o indivíduo que confessa, em público, suas patifarias e seus boxes e faz gogas de suas vítimas, desejando a mulher do próximo, para com ela fazer suas chumbregâncias". (De uma sentença existente no Instituto Histórico de Alagoas).

Bem armado!

"A vontade do apelante é somente restituir o apelado equivalente e permissivo, expurgando as cobranças indevidas, e não deixar o banco em mora. E necessariamente, precisa de uma iniciativa do Judiciário, para paralelo à lei, pagar o referido bem até sua quitação. Ademais, o apelante está munido legalmente de "armas" (diplomas legais) que o auxiliam a resgatar seus direitos auferidos pelo apelado." (De uma petição de apelação do devedor, em ação revisional, na comarca de Canoas)

Mais objetivo, impossível.

"Pelo exposto, requeiro que o Juízo - rápido e rasteiro - defira a liminar. A autora não tem mais tempo a perder". (De um pedido de antecipação de tutela, na 7ª Vara Cível de Porto Alegre).

Pérolas em demandas judiciais sobre habitação

Aqui, não! -- "O mutuário foi para São Paulo melhorar de vida. Seus filhos me disseram que quando ele voltar, vai liquidar com o banco".

Sensibilidade -- "Desconfio que o mutuário está com intenção de pagar o débito".

Fúria canina -- "A citação não foi possível porque o réu mora numas grotas, cheias de animais. Este meirinho teve que sair correndo para escapar das mordidas da cachorrada. Para a repetição da diligência, solicito proteção".

Entrada definitiva -- "Em diligência para citação, fui informado pelo irmão do requerido, que o mesmo entrou em óbito no dia 15."

(Transcrições de certidões de oficiais de Justiça em ações de bancos contra mutuários)

* Pérolas Processuais são publicadas no site Espaço Vital – www.espacovital.com.br

 é advogado, editor do site Espaço Vital e articulista da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 2 de abril de 2004, 15h55

Comentários de leitores

3 comentários

Essa sentença(a 1 ª) encontra-se no Instituto h...

ed2 (Assessor Técnico)

Essa sentença(a 1 ª) encontra-se no Instituto histórico de Alagoas e foi dada pelo juiz municipal em exercício em Porto da folha, no ano de 1883 e quem quiser vê-la na íntegra, é só acessar o sítio http://www.irdeb.ba.gov.br/bahiahistoriadocsetencasecXIX.htm.

O primeiro dos casos relatados, se não me falha...

joão (Outros)

O primeiro dos casos relatados, se não me falha a memória tratava-se de um crime de estupro. E se ainda me recordo bem, a sentença foi a capação do estuprador por macete. E ainda, pelo que sei, o caso se deu em Sergipe, no começo da década de 1830. Não se sabe se se cumpriu a sentença, batendo-se o martelo, literalmente.

As "pérolas" riograndenses (ou será riograndina...

Antonio Fernandes Neto (Advogado Associado a Escritório - Empresarial)

As "pérolas" riograndenses (ou será riograndinas?)são as melhores do País.

Comentários encerrados em 10/04/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.