Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Boato negado

Ministro Celso de Mello nega que vá antecipar sua aposentadoria no STF

O decano Celso de Mello disse que poderá fazer cirurgia nos quadris, mas em momento que não prejudique a regularidade dos trabalhos do STF.

A propósito de notícia veiculada no sábado (24/12), em conhecida coluna política de circulação nacional, noticiando que o ministro Celso de Mello vai submeter-se a cirurgia de prótese de quadril nos Estados Unidos da América e, logo depois, aposentar-se, o próprio ministro decano, Celso de Mello, declarou que a notícia não traduz nem tem fundamento na realidade.

E declarou: “Cirurgia nos Estados Unidos da América? De modo algum! São Paulo, meu Estado natal, e Brasília possuem excelentes médicos, profissionais de saúde e hospitais, não apenas no âmbito do Sistema Único de Saúde mas também em centros de referência acessíveis a todos os brasileiros, como a Rede Sarah, que constitui modelo de excelência ímpar! Aposentadoria? Ainda não!  Estou em plenas condições para enfrentar, ao lado e sob a competente e firme presidência da eminente ministra Cármen Lúcia  — a quem não é estranha a virtude romana da 'gravitas' —, os sérios desafios do Ano Judiciário de 2017!”

O ministro não descarta a possível cirurgia. “Em momento oportuno, desde que não prejudique a regularidade dos trabalhos no STF, cuja precedência se impõe por razões de interesse público, deverei submeter-me à cirurgia, pois a minha mobilidade física reduz-se, progressivamente, a cada dia que passa.”

Revista Consultor Jurídico, 25 de dezembro de 2016, 10h34

Comentários de leitores

2 comentários

Um alívio

Lucas Dias Oliveira (Administrador)

Recebemos com alívio essa boa notícia.
O min Celso de Mello é juiz íntegro e decente.

Excelente notícia

mat (Outros)

Não obstante discorde dá maioria das posições excessivamente garantias do ministro especialmente em matéria penal, sua inquestionável integridade o faz merecedor dos máximos elogios cabíveis a um juiz. O STF precisa cada vez mais de figuras inquestionáveis quanto aos predicados da magostratura. Em frente ministro.

Comentários encerrados em 02/01/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.