Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

45 advogados

Souto Correa reforça área de resolução
de conflitos com novo sócio

O especialista em contencioso civil e arbitragem Marcelo Gandelman, ex-sócio do Barbosa, Müssnich & Aragão, chega ao Souto Correa Advogados para ser um dos coordenadores da área de Resolução de Conflitos. Gandelman traz ao escritório expertise de mais de 20 anos de atuação em grandes casos nacionais e internacionais de arbitragem pouco tempo após a entrada em vigor da nova Lei de Arbitragem no país. “Em pouco mais de uma década, o Brasil tornou-se um dos maiores mercados do mundo em volume de arbitragens. É um aumento vertiginoso”, afirma o advogado.

Esse crescimento, segundo ele, tem acelerado ainda mais em função da crise pela qual o Brasil passa. O contexto predispõe a um aumento dos litígios, que crescem junto com as dificuldades cada vez maiores das empresas em cumprir prazos e obrigações e de cobrar e receber valores. Além disso, a nova Lei de Arbitragem e o novo Código de Processo Civil vão alterar radicalmente a relação dos advogados com a Justiça, afirma. As mudanças privilegiam os meios alternativos de solução de conflitos, fortalecendo o papel das câmaras arbitrais.  “A ideia é crescer rápido e com consistência”, prevê. Junto com o sócio Guilherme Rizzo Amaral, Gandelman vai coordenar a equipe de São Paulo, para a qual já estão previstas novas contratações.   

Gandelman, 43, é formado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Foi sócio do Barbosa, Müssnich e Aragão de 2002 a 2015, onde atuou em diversos casos nacionais e internacionais de arbitragem. Entre as premiações que já recebeu destacam-se o Chambers Latin America 2015 (na área de arbitragem), o Best Lawyers in Brazil 2015 (na categoria de litígio) e o Chambers Global 2015 (em Resolução de Disputa).

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 7 de agosto de 2015, 20h30

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/08/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.