Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Código de Ética

OAB-PE quer apura se advogado que se expõe na mídia viola regras de publicidade

O Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-PE terá que decidir se advogados que se expõem voluntariamente na mídia violam as regras do órgão sobre publicidade e propaganda na profissão, determinadas na Resolução 08/2013 da seccional pernambucana e no Código de Ética da Advocacia, ainda em discussão na OAB federal .

Em reunião na semana passada, integrantes da Comissão de Combate à Propaganda e Publicidade Irregular na Advocacia da OAB-PE, decidiram, por unanimidade, encaminhar ao TED os nomes de advogados que não se enquadraram à Resolução 08/2013, de âmbito estadual. A corte não tem prazo para apreciar o relatório, mas deve recebê-lo ainda este mês.

No levantamento realizado pela comissão, que durou quatro meses, alguns casos chamaram a atenção, diz o presidente do colegiado, Marcus Lins. "Um dos advogados, por exemplo, deu 112 entrevistas no período. Em um estado com 17 mil advogados inscritos", pontuou. Segundo ele, é possível que haja certo favorecimento de alguns advogados dentro do mercado judicial em detrimento de outros colegas.

No entanto, Lins ressalta que os casos ainda serão encaminhados para averiguação e estarão sujeitos a todo o processo legal. De acordo com Lins, caberá ao TED o procedimento para a apurar se as condutas indicadas e estão em desacordo com a Resolução e o Código de Ética da Advocacia.

Lins acredita que o Conselho Federal da OAB deve aceitar a resolução pernambucana. Isso porque, segundo ele, um advogado entrou com ação contra a resolução e o Conselho Federal determinou que a seccional de Pernambuco é quem deveria decidir sobre casos dessa natureza.

*Notícia alterada às 21h09 do dia 20/11 para correção de informações.

Revista Consultor Jurídico, 20 de novembro de 2014, 11h00

Comentários de leitores

4 comentários

democracia?

Silvio Machado Filho (Advogado Autônomo - Civil)

esta medida se iguala aquela em que o filho do vizinho reclama com o pai dele, porque o meu tirou uma nota maior que a dela na prova, esqueceram do quesito Mérito, Capacidade, Oportunidade, isto é individual, doutro giro, porque então todos os bacharéis de direito não são advogados?

Ótimo

rode (Outros)

Em todo país evitaria muito chato metido.

publicidade!

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Se fosse só publicidade estava bom. O pior são as declarações absurdas em nome da defesa de seus clientes. Particularmente, acho que é publicidade negativa, tanto para o próprio advogado quanto para a classe.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 28/11/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.