Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nomeação em massa

TJ-SP empossa sete novos desembargadores

Justiça Paulista tem sete novos desembargadores [tjsp.jus.br]Sete magistrados tomaram posse, na nesta quinta-feira (24/5), do cargo de desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo. A cerimônia aconteceu no gabinete da Presidência da corte. O juiz titular do Foro Distrital de Parelheiros da Comarca de São Paulo, Octávio Augusto Machado de Barros Filho, e os juízes substitutos em segundo grau Walter Cesar Incontri Exner, Dácio Tadeu Viviani Nicolau, Carlos Eduardo Pachi, Edison da Silva Martins Pinto, Alberto Marino Neto e Oscild de Lima Júnior foram chamados pelo presidente Ivan Sartori a assinarem o livro de posse.

Dácio Nicolau falou em nome dos novos desembargadores. “Nós encaramos essa nova etapa com a seriedade com que sempre trabalhamos e vamos enfrentar o desafio conhecido por todos. Espero, assim, que possamos cumprir essa missão”, afirmou.

O desembargador Ivan Sartori saudou os novos colegas: “É grande minha alegria em receber sete novos desembargadores. São pessoas vocacionadas para a magistratura. Conheço a preocupação e a seriedade desses colegas”. O presidente ainda exortou os empossados a participarem da administração do maior tribunal do país. “Conto com os senhores para administrar o tribunal, pois é uma tarefa que não pode ser exercida apenas por uma pessoa. Além da força de trabalho de nossos servidores e magistrados, eu conto também com os conselhos de nossos desembargadores”, declarou Sartori.

Octávio Augusto Machado de Barros Filho ocupa a vaga em decorrência da aposentadoria do desembargador Eduardo Pereira Santos; Walter Cesar Incontri Exner, a vaga decorrente da aposentadoria de José Floriano de Alckmin Lisboa; Dácio Tadeu Viviani Nicolau, a de Ciro Pinheiro e Campos; Carlos Eduardo Pachi, a de João Alfredo de Oliveira Santos; Edison da Silva Martins Pinto, a de José Fábio Amaral Vieira; Alberto Marino Neto, a vaga decorrente da morte de Adilson de Andrade; e Oscild de Lima Júnior, a vaga de David Eduardo Jorge Haddad.

Octávio de Barros Filho nasceu em São Paulo, em 30 de agosto de 1952. Formou-se em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, na turma de 1975. Ingressou na magistratura como juiz substituto para a 55ª Circunscrição Judiciária, com sede em São Roque (hoje 19ª Circunscrição, com sede em Sorocaba). Foi promovido a juiz titular do Foro Distrital de Parelheiros da Comarca de São Paulo em 1991. De 1998 a 2002, exerceu a função de juiz coordenador da Vara de Execuções Criminais e da Corregedoria dos Presídios de São Paulo.

Walter Cesar Incontri Exner é natural de São Paulo, nascido em 15 de março de 1960. Tornou-se bacharel em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), na turma de 1983. Ingressou na magistratura como juiz substituto nomeado para a 3ª Circunscrição Judiciária, com sede em Americana, em 1985. Em 2006, tomou posse no cargo de juiz substituto em segundo grau.

Dácio Nicolau nasceu em São Paulo, em 31 de outubro de 1960. É formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, na turma de 1984. Em 1985, ingressou na magistratura paulista como juiz substituto para a 1ª Circunscrição Judiciária, com sede em Santos. Foi promovido ao cargo de juiz substituto em segundo grau em 2006.

Carlos Eduardo Pachi nasceu em São Paulo, em 17 de fevereiro de 1960. Tornou-se bacharel pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, na turma de 1982. Ingressou na magistratura como juiz substituto da 54ª Circunscrição Judiciária, com sede em Amparo, em 1985. Tornou-se juiz substituto em segundo grau em 2006.

Edison da Silva Martins Pinto nasceu em São Paulo, em 29 de setembro de 1957. Colou grau no curso de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie em 1986. Ingressou na magistratura como juiz substituto da 48ª Circunscrição Judiciária, com sede em Guaratinguetá, em 1987. Foi promovido a juiz substituto em segundo grau em 2006.

Paulistano, Alberto Marino Neto nasceu em 18 de junho de 1954. Colou grau na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo em 1980. Ingressou na magistratura como juiz substituto da 21ª Circunscrição Judiciária em 1985. Tornou-se juiz substituto em segundo grau em 2006.

Oscild de Lima Júnior nasceu em São Paulo, em 29 de janeiro de 1955. Formado em Direito pela Universidade de São Paulo, na turma de 1978, Entrou para a magistratura em 1986, como juiz substituto para a 44ª Circunscrição Judiciária, com sede em Guarulhos. Em 1987, tornou-se juiz substituto em segundo grau. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP.

Revista Consultor Jurídico, 24 de maio de 2012, 21h11

Comentários de leitores

1 comentário

Parabéns aos Desembargadores

Pek Cop (Outros)

Ser Desembargador de São Paulo é um motivo de orgulho...

Comentários encerrados em 01/06/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.