Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Data marcada

Ano Judiciário tem início na próxima quarta-feira

A cerimônia de abertura do ano Judiciário será realizada na próxima quarta-feira (1º/2) no Supremo Tribunal Federal, às 10h. A solenidade, que marca o início dos julgamentos na Suprema Corte em 2012, será conduzida pelo presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Cezar Peluso, na sede do STF, em Brasília.

Realizada desde 2004, a sessão especial reúne representantes dos três Poderes. Neste ano, foram confirmadas as presenças de Michel Temer, presidente da República em exercício, e do presidente do Senado José Sarney.

A cerimônia deste ano precede a primeira sessão plenária do STF, que será realizada a partir das 14h também no Plenário da Suprema Corte e poderá ser acompanhada pela TV Justiça ou pela Rádio Justiça. Os assentos disponíveis para o público no Plenário serão ocupados por ordem de chegada. Para ter acesso, é necessário estar vestindo paletó e gravata (para homens) e terninho ou tailler (para mulheres). Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

Revista Consultor Jurídico, 31 de janeiro de 2012, 7h56

Comentários de leitores

1 comentário

Poupança

MSM74 (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

O STF tem é que julgar, com a máxima urgência, os recursos dos Planos Econômicos. Já há parecer do PGR, tanto nos autos da ADPF 165 quanto no RE 626.307, bastando a inclusão na pauta de julgamentos. A injustificável demora traz prejuízos irreparáveis e irreversíveis para os jurisdicionados, conquanto, em sua grande maioria idosos, estão falecendo sem a obtenção dos valores que lhes forma indevidamente surrupiados. Ontem mesmo procurou-me a filha de uma cliente, visando obter "notícias" sobre o andamento do feito, informando-me que sua idosa mãe não mantinha as mesmas condições mentais, devido a uma derrame que a acometeu. Em vereda diametralmente oposta, os Bancos (notadamente no Brasil), não se cansam de ostentar lucros "records", mesmo nos momentos em que a crise mundial assolava a totalidade das demais empresas.
Portanto, que sejam relegados a momento oportuno o julgamento do "ficha limpa", "competência do CNJ", etc., priorizando-se o julgamento dos Planos Econômicos, sobretudo em virtude dos inúmeros autores maiores de 60 anos, conforme estabelece a Lei.

Comentários encerrados em 08/02/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.