Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crise no Judiciário

TJ-MT enfrenta problema de déficit de juízes

O novo presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rubens de Oliveira, terá de buscar estratégias para solucionar o déficit de juízes no estado. De acordo com reportagem do Portal Olhar Direto, o Judiciário mato-grossense passa por uma forte crise de credibilidade devido à falta de julgadores.

Oliveira informou que mais de 30 prefeitos compareceram ao TJ-MT para reclamar da falta de juízes, principalmente no interior do estado. Há regiões em que apenas um juiz responde por três ou mais comarcas, o que prejudica o andamento dos processos. “Precisamos urgentemente de mais juízes e isso será prioridade da minha gestão”, afirmou o presidente, que seguirá no comando da corte durante o biênio 2011/2012.

Ele ressaltou que em breve devam ser convocados novos juízes, aprovados em concurso, porém o número não será suficiente. “Vamos chamar novos juízes agora, mas não será suficiente. Precisamos de mais de 80 juízes no estado”. Outro problema é que a nomeação dos novos magistrados requer aumento de despesas com a folha salarial. O Judiciário também enfrenta uma crise financeira.

Revista Consultor Jurídico, 8 de março de 2011, 17h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/03/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.