Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novo biênio

Novo corregedor-geral do MP-SP é empossado

O procurador de Justiça Nelson Gonzaga de Oliveira foi empossado corregedor-geral do Ministério Público do Estado de São Paulo, para o biênio 2011-2012. A cerimônia aconteceu na última sexta-feira (4/2) no anfiteatro Queiroz Filho, na sede do Ministério Público de São Paulo.

A solenidade, repleta de autoridades, foi presidida pelo procurador-geral da Justiça, Fernando Grella Vieira, que demonstrou confiança na gestão do novo corregedor. “Com atuação focada na orientação e apoio aos promotores de Justiça, a Corregedoria-Geral poderá evitar desvios, omissões e falhas funcionais que resultem em punições disciplinares e assim contribuirá para o constante aperfeiçoamento da instituição e de seus membros”, declarou.

Ao passar o cargo, o antigo corregedor-geral do MP-SP, Antonio de Pádua Bertone Pereira, fez um balanço dos dois últimos biênios em que esteve à frente da Corregedoria-Geral do MP-SP e lembrou que foram feitas visitas de inspeção em 492 cargos e 251 correições ordinárias e uma extraordinária. “Nas duas gestões a intenção principal foi desenvolver um trabalho pró-ativo de prevenção, promovendo uma gestão de integração interna com os promotores de Justiça, sempre com debate e oitiva dos interessados”, destacou.

Quanto ao seu sucessor, Bertone disse ter certeza que a Corregedoria seria engrandecida com Oliveira e sua equipe de trabalho. Ele aconselhou que “o promotor precisa deixar seu gabinete e acompanhar os problemas da comunidade”.

Washington Epaminondas Medeiros Barra, presidente da Associação Paulista do Ministério Público (APMP) representou os membros do MP-SP nas boas-vindas e declarou que a “Corregedoria-Geral sempre agiu e agirá de maneira rigorosa na apreciação das matérias de sua atribuição”.

Oliveira manifestou o propósito de “manter estreita parceria com a Procuradoria-Geral de Justiça e a permanente disposição de auxiliar e facilitar a gestão da instituição, sem esquecer a independência e a relevância de cada um dos órgãos de Administração Superior”.

O vice-presidente do Tribunal de Justiça em exercício, desembargador Armando Sérgio Prado de Toledo, participou da cerimônia representando o presidente Luiz Antonio Reis Kuntz.

Nelson Gonzaga de Oliveira foi eleito corregedor-geral do MP-SP em eleição que aconteceu em novembro de 2010, com 152 votos do Colégio de Procuradores de Justiça. Com informações das Assessorias de Imprensa do Ministério Público de São Paulo e do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Revista Consultor Jurídico, 7 de fevereiro de 2011, 17h55

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/02/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.