Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Despedida presidencial

Presidente do TJ-RJ é homenageado pela gestão

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Luiz Zveiter, foi homenageado nesta segunda-feira (31/1), em sua última sessão presidindo o Órgão Especial. Na próxima sexta-feira (4/2), o desembargador Manoel Alberto Rebelo dos Santos assumirá a Presidência do TJ-RJ para o biênio 2011/2012.

O ex-presidente do tribunal, desembargador Murta Ribeiro, começou as homenagens dizendo que o presidente Luiz Zveiter sempre procurou defender os interesses dos magistrados e que foi um presidente progressista.

Em seguida, o 1º vice-presidente do tribunal, desembargador Antonio Eduardo Ferreira Duarte também agradeceu a defesa dos interesses da magistratura fluminense e o desembargador Nametala Machado Jorge destacou o prestígio nacional trazido pelo presidente à Corte.

Segundo o desembargador Nildson Araújo da Cruz, Zveiter "foi um presidente de todos e nos uniu em torno de um só tribunal". O presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), desembargador Antonio Siqueira, agradeceu em nome de todos os juízes fluminenses o tratamento igualitário demonstrado pelo presidente a colegas de diferentes graus de jurisdição.

Em seu discurso, o desembargador Luiz Zveiter declarou seu compromisso com a moral, a ética e o amor à causa pública, e dividiu o mérito de sua administração com os colegas. "Hoje saio feliz e sei que o sucesso da minha administração não é só meu", declarou.

Revista Consultor Jurídico, 1 de fevereiro de 2011, 20h29

Comentários de leitores

2 comentários

TJ-RJ, dois momentos

Gilberto Serodio Silva (Bacharel - Civil)

Antes e depois de Luiz Zveiter.
Sou insuspeitíssimo para comentar, reconhecer e cumprimentar.
Quem perdeu foi o esporte Brasileiro com a proibição do CNJ, ainda que constitucional, que Juizes de Direito presidissem e julgassem nas cortes administrativas e éticas do Esporte.

Não gosto desse senhor!

Neli (Procurador do Município)

Não gosto desse senhor! Quando estava no STJD prejudicou o meu Santos ao anular uma partida que o meu time ganhou e bem e marcar outra.Prejudicou o Santos interditando a Vila,prejudicou o Santos apenando severamente o Giovani.
Se estava certo não vem ao caso,principalmente pela partida que numa penada anulou.Graças a Deus que saiu de lá.Santos acima de tudo!
Não o homenagearia em nenhum lugar.

Comentários encerrados em 09/02/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.