Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Verdade ou calúnia

Exonerado General que criticou Comissão da Verdade

Nesta quarta-feira (10/2), o ministro da Defesa, Nelson Jobim informou que o general Maynard Marques de Santa Rosa será exonerado do cargo de chefe do Departamento Geral de Pessoal do Exército. O motivo do afastamento foi a carta atribuída ao general em que acusa a Comissão da Verdade de ser comandada por “fanáticos”. As informações são do site Congresso em Foco.

A Comissão foi criada pelo Plano Nacional de Direitos Humanos para apurar os crimes cometidos contra opositores da ditadura militar por agentes do Estado. A nota atribuída ao general Maynard critica a comissão e seus criadores. “[São os]mesmos fanáticos que, no passado recente, adotaram o terrorismo, o seqüestro de inocentes e o assalto a bancos como meio de combate ao regime, para alcançar o poder”, escreveu o militar.

De acordo com a nota da assessoria de imprensa do Ministério da Defesa, Jobim entrou em contato por telefone com o Comandante do Exército, general Enzo Martins Peri após ter tomado conhecimento das declarações do general por reportagem publicada na imprensa. Peri, que se encontrava em viagem a Santa Maria (RS), confirmou as informações. Ele disse que as declarações de Maynard se tratavam de “correspondência pessoal, indevidamente propagada pela internet”. Buscando amenizar, o comandante classificou a carta como uma “opinião particular”.

O pedido de exoneração foi encaminhado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Após ser afastado do Departamento de Pessoal, Maynard ficará como adido do comandante do Exército.

Leia a íntegra da carta divulgada na internet:

A Comissão da Verdade

A verdade é o apanágio do pensamento, o ideal da filosofia, a base fundamental da ciência. Absoluta, transcende opiniões e consensos, e não admite incertezas.

A busca do conhecimento verdadeiro é o objetivo do método científico. No memorável “Discurso sobre o Método”, René Descartes, pai do racionalismo francês, alertou sobre as ameaças à isenção dos julgamentos, ao afirmar que “a precipitação e a prevenção são os maiores inimigos da verdade”.

A opinião ideológica é antes de tudo dogmática, por vício de origem. Por isso, as mentes ideológicas tendem naturalmente ao fanatismo. Estudando o assunto, o filósofo Friedrich Nietszche concluiu que “as opiniões são mais perigosas para a verdade do que as mentiras”.

Confiar a fanáticos a busca da verdade é o mesmo que entregar o galinheiro aos cuidados da raposa. A História da inquisição espanhola espelha o perigo do poder concedido a fanáticos. Quando os sicários de Tomás de Torquemada viram-se livres para investigar a vida alheia, a sanha persecutória conseguiu flagelar trinta mil vítimas por ano no reino da Espanha.

A “Comissão da Verdade” de que trata o Decreto de 13 de janeiro de 2010, certamente, será composta dos mesmos fanáticos que, no passado recente, adotaram o terrorismo, o seqüestro de inocentes e o assalto a bancos, como meio de combate ao regime, para alcançar o poder.

Infensa à isenção necessária ao trato de assunto tão sensível, será uma fonte de desarmonia a revolver e ativar a cinza das paixões que a lei da anistia sepultou.

Portanto, essa excêntrica comissão, incapaz por origem de encontrar a verdade, será, no máximo, uma “Comissão da Calúnia”.

Gen Ex Maynard Marques de Santa Rosa

Revista Consultor Jurídico, 10 de fevereiro de 2010, 20h01

Comentários de leitores

15 comentários

PARABÉNS GENERAL PELA SUA CORAGEM!

Amaro Heitor Dantas (Advogado Associado a Escritório - Previdenciária)

A exoneração do Gen Santa Rosa apenas serviu para confirmar que neste país não há ideologia partidária. O que se viu por mais de duas décadas era uma oposição que clamava pela liberdade de expressão e por uma democracia plena que assegurasse a todos os brasileiros uma vida livre em todo o seu sentido. Infelizmente, ao chegar ao poder, aquela mesma oposição que incitava a massa a invadir terras buscando a reforma agrária, invadir prédios e instalações estatais em estado de greve para reinvindicar direitos, ir às ruas para pedir o "impechment" do Collor, enfirm, é hoje a "situação" que camufla toda a bandalheira que assola esse país, desde mensalões a dinheiro em meias e cuecas. Pois bem, se estivéssemos realmente numa democracia não seriam as sábias palavras do Gen Santa Rosa que levariam a sua destituição do cargo em confiança que ocupava, o quê nos leva a crer que vivemos numa ditadura muito bem maquiada onde se pode tudo para se encher os "bolsos", só não se pode dizer a verdade.
Mais uma vez, parabéns Gen Santa Rosa e lembrando os meus tempos de caserna, digo-lhe com todo o respeito:
"OS MELHORES SÃO APENAS BONS PARA A INFANTARIA"
Amaro Heitor Dantas
1o. Ten/R2 (turma do CPOR/RJ 1986)

A cretinice

JCláudio (Funcionário público)

Então, tem um cretino PETRALHA que se intitula professor, que criticou o General. É mais cretino que só vê um lado. Enquanto os vigaristas de plantão que estão no poder só querem uma coisa, "vingança".

Pergunta

Guilherme G. Pícolo (Advogado Autônomo - Civil)

Essa cambada de "Virgens Marias", que se arrogam o título de donos da Verdade, vão investigar também a prática de terrorismo e outros crimes de seus membros, tais quais roubo à mão armada, formação de quadrilha, tentativa de homicídio, extorsão mediante sequestro, etc. etc. etc.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 18/02/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.