Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ranking trabalhista

União é a maior litigante trabalhista em São Paulo

Por 

O Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região divulgou o ranking dos 100 maiores litigantes. A União, que tem quase 55 mil processos, lidera a lista. O TRT-15, com sede em Campinas, atende 599 dos 645 municípios do estado de São Paulo.

TRT - 15 - 1a Instância - Jeferson Heroico

Tanto em primeira quanto em segunda instância, a União libera a lista de processos em tramitação. Há 55,9 mil ações nas varas de trabalho. A União é autora em mais de 53 mil. Em seguida, está o INSS com 25 mil processos. Com mais de 3,6 mil ações, estão o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, a Telesp (atual Telefonica) e a Santaelisa Vale Bionergia. O número de processos envolvendo essas empresas caem consideravelmente na segunda instância, que não soma mais de 600 ações, o que demonstra o encerramento do litígio nas varas. Na segunda instância, em seguida da União estão, com mais de 500 ações, o banco Santander, e a Fazenda Pública do Estado de São Paulo, com 519 processos.

TRT - 15 - 2a Instância - Jeferson Heroico

Na quinta-feira (15/4), a Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul foi a primeira a divulgar a lista encomendada pelo Conselho Nacional de Justiça. Na primeira instância, a campeã é a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), com mais de 16 mil processos, e a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT), com mais de 7 mil ações ajuizadas por trabalhadores. As empresas são ré em quase todos os processos. Em terceiro lugar, está o estado do Rio Grande do Sul com mais de 6,5 mil processos. Em apenas 65 deles, o governo é autor da ação. Em quinto, aparece a Caixa Econômica Federal com 5,3 mil ações em tramitação.

Em segunda instância, o estado do Rio Grande do Sul sobe para o primeiro lugar, com mais de 3,1 mil ações. A diferença é em mais de 1,1 mil ações, o estado entrou com recurso. O mesmo ocorre com a CEEE que das mais de 5 mil ações em tramitação nessa instância, recorreu em 3,8 mil casos. A Brasil Telecom, com mais de 2 mil processos, e a União Federal, com quase 5 mil, entram na sequência do ranking.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 17 de abril de 2010, 7h28

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.