Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Despedida em Brasília

José Guilherme Villela será sepultado nesta terça

O ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral José Guilherme Villela, morto com facadas aos 73 anos, será sepultado nesta terça-feira (1/9), às 18h, no Cemitério Campo da Esperança, em Brasília, segundo a Agência Brasil.  O advogado foi assassinado junto com a sua mulher Maria Carvalho Mendes Villela e a sua empregada Francisca.

Os corpos foram encontrados pela Polícia do Distrito Federal dentro do apartamento da família na segunda-feira (30/8). Eles estavam desaparecidos desde sexta-feira (28/8). A polícia foi chamada ao apartamento por parentes que ficaram preocupados com a falta de contato.

José Guilherme Villela foi o advogado que defendeu Fernando Collor de Mello durante o processo de impeachment no Congresso. Antes, defendeu Juscelino Kubitschek, o presidente do Senado José Sarney, Paulo Maluf e Delfim Netto. Em Brasília, o advogado residia no bloco C da SQS 113. Há mais de 45 anos atuava como advogado em Brasília. A mulher administrava o escritório Villela Advogados Associados, fundado em 1960. Villela foi ministro do Tribunal Superior Eleitoral de 1980 a 1986.

A presidente da OAB do Distrito Federal, Estefâna Viveiros, afirmou que vai acompanhar de perto as investigações sobre a morte do advogado. "O doutor Villela era um dos mais conceituados advogados de Brasília, com atuação marcante nos tribunais superiores. Ele e sua esposa eram um orgulho para a OAB do Distrito Federal. Já entramos em contato com a Polícia Civil e acompanharemos o caso", disse. Clique aqui para ler mais.

Revista Consultor Jurídico, 1 de setembro de 2009, 17h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/09/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.