Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Imagem do Judiciário

Desembargadores de SP prestigiam lançamento do Anuário

O lançamento do Anuário da Justiça 2009 foi prestigiado por quatro desembargadores de São Paulo: Nelson Calandra, presidente da Associação Paulista dos Magistrados (Apamagis); Carlos Teixeira Leite, da 4ª Câmara de Direito Privado; Ivan Sartori, da 13ª Câmara de Direito Público; e Suzana de Camargo, corregedora eleita do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3).

O lançamento aconteceu na quarta-feira (6/5), no Supremo Tribunal Federal. Mais de 300 pessoas compareceram à festa, entre ministros do STF e dos tribunais superiores e representantes do Ministério Público e da advocacia.

“O Anuário é uma enorme contribuição à transparência e à grandeza da Justiça brasileira, além de ser uma importante ferramenta de acesso ao Judiciário”, afirmou o desembargador Ivan Sartori, que chegou à Brasília na quarta-feira logo cedo e acompanhou a sessão de julgamento do Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF).

A publicação traz o perfil dos homens e mulheres mais influentes da Justiça brasileira. Mostra como estão sendo decididos os mais importantes temas nacionais e informa como funcionam os tribunais, além de explicar as mais relevantes decisões judiciais proferidas em 2008.

O presidente da Apamagis, desembargador Nelson Calandra, que também é integrante da Seção de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, se disse entusiasmado com mais essa iniciativa da revista Consultor Jurídico.

Calandra, que participou da mesa de lançamento do Anuário da Justiça ao lado de oito ministros do Supremo, de ministros dos tribunais superiores e do procurador-geral da República, elogiou a publicação. “É um portal para novos tempos, aonde se pode conhecer o perfil daqueles que escrevem, em definitivo, a orientação jurisprudencial do país”, afirmou Calandra durante o lançamento. Segundo ele, a publicação é um material precioso não só para os magistrados, mas para todos os operadores do direito.

O lançamento ainda contou com participação de quatro ex-desembargadores paulistas e que hoje ocupam cargos nos tribunais superiores: os ministros Cezar Peluso e Ricardo Lewandowski, do STF, e Massami Uyeda e Sidney Beneti, do STJ.

“A cada edição, o Anuário da Justiça nos enche de orgulho, pois se revela uma ponte entre os operadores do direito e a sociedade. Essa ponte vai se aperfeiçoando a cada trecho percorrido, apontando que o sucesso entre magistrados, advogados e membros do Ministério Público é resultado da credibilidade alcançada por setores da justiça e da comunicação”, afirmou o ministro Sidney Beneti.

A ConJur lançou, em setembro do ano passado, o Anuário da Justiça Paulista, que traz os currículos dos 348 desembargadores e 78 juízes substitutos em segundo grau que compõem o corpo de julgadores do Tribunal de Justiça de São Paulo. Traz ainda um perfil de cada uma das 73 câmaras de julgamento em que se dividem as três Seções do TJ – a Criminal, a de Direito Privado e a de Direito Público. São analisadas em resenhas esquemáticas as 169 decisões sobre as mais diversas matérias julgadas do ano anterior. Clique aqui para saber mais.

Revista Consultor Jurídico, 10 de maio de 2009, 8h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/05/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.