Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mais prazo

TJ paulista prorroga inscrições de concurso para magistratura

O desembargador Caio Canguçu de Almeida, presidente da comissão examinadora do 181º concurso de ingresso na magistratura do estado de São Paulo, prorrogou na sexta-feira (19/9) o prazo de inscrição para o concurso. As inscrições que acabariam nesta segunda (22/9) vão até quinta-feira (25/9).

A decisão do desembargador é reflexo da determinação do Conselho Nacional de Justiça que, na quarta-feira (18/9), permitiu isenção do pagamento da taxa de inscrição no concurso aos candidatos que comprovarem falta de condições financeiras.

O pedido foi ajuizado pelo candidato Samuel Vitalino Nunes ao questionar item do edital do concurso que veda “isenção ou devolução da taxa de inscrição”. O conselheiro José Adonis, relator do processo no CNJ, admitiu que “a ausência de previsão de isenção da taxa é incompatível com os princípios constitucionais da isonomia, que deve garantir a igualdade de oportunidades, e o da livre acessibilidade aos cargos públicos”.

Por isso, Canguçu tornou sem efeito a cláusula do edital de concurso publicado nos dias 11, 12 e 15 de setembro, que impunha a inadmissibilidade, em qualquer hipótese, de isenção ou devolução da taxa e prorrogou as inscrições.

Leia a decisão do desembargador

Desembargador Caio Eduardo Canguçu de Almeida, presidente da Comissão Examinadora do 181º Concurso de Ingresso na Magistratura do Estado de São Paulo, tendo em vista o que ficou decidido pelo E. Conselho Nacional de Justiça (Procedimento de Controle Administrativo nº 200810000022657), faz saber aos interessados que, sem prejuízo de tudo o mais que ali consta, é tornada sem efeito a cláusula do Edital de Concurso publicado nos dias 11, 12 e 15 do corrente mês, que impunha a inadmissibilidade, em qualquer hipótese, de isenção ou devolução da taxa de inscrição.

Faz saber, outrossim, que, em razão da data em que foi dada ciência da citada deliberação à Comissão Examinadora — 19 de setembro de 2008 — exclusivamente para os candidatos que se sintam ajustados às disposições da Lei 12.782, de 20 de dezembro de 2007, fica prorrogado, até o dia 25 de setembro próximo, às 17h30, o prazo para que protocolem seus requerimentos de inscrição, os quais, sob pena de indeferimento, deverão vir acompanhados da prova documental a que se reporta o artigo 3º, da lei supra mencionada.

São Paulo, 19 de setembro de 2008.

Revista Consultor Jurídico, 22 de setembro de 2008, 17h10

Comentários de leitores

5 comentários

Polly (Estudante de Direito), Mas é óbvio....

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Polly (Estudante de Direito), Mas é óbvio. Faça uma verificação DA QUALIDADE das decisões e verás que na verdade na maioria das vezes não é feita a efetiva justiça. Isso pq a última tentativa que é feita pelo cidadão, é recorrer ao Poder Judiciário. Ele evita ao máximo pq sabe que vai demorar, muitos juízes não tem conhecimento SUFICIENTE para julgar tal litígio e, no final, depois de no mínimo 3 anos (Juizados são em média 3 anos. Rito Ordinário nem se fala) a pessoa pode ganhar e não levar. Não preciso dizer mais nada... Carlos Rodrigues

Mas, sobre o Poder Judiciário li: "As pesquisas...

Polly (Estudante de Direito)

Mas, sobre o Poder Judiciário li: "As pesquisas mostraram que a América Latina tem o pior nível de confiança no seu Judiciário: quase três em cada quatro latino-americanos entrevistados em dez países da região declararam acreditar que existe corrupção nesta esfera de poder, afirmou a TI."...

parabéns ao candidato.

analucia (Bacharel - Família)

parabéns ao candidato.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 30/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.