Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Brasil-Portugal

Tratado sobre a Dignidade Humana será lançado na segunda

Teses, idéias e pontos de vista sobre a dignidade da pessoa humana defendidos por brasileiros e portugueses foram reunidos em um livro, que será lançado na próxima segunda-feira (29/9), em São Paulo. Tratado Luso-Brasileiro da Dignidade Humana é um trabalho conjunto entre o Instituto de Direito Brasileiro da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e Academia Brasileira de Direito Criminal. O lançamento acontecerá no espaço cultural Casa da Rosas, que fica na Avenida Paulista, 37, às 19h30.

Durante o evento, o ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, será homenageado com o título de Acadêmico Emérito, oferecido pela Academia Brasileira de Direito Criminal. Marco Aurélio está entre os pensadores que escreveram para o livro. O presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, e o ministro paulista Ricardo Lewandowski também têm textos publicados na obra.

O ministro aposentado Carlos Velloso e Francisco Rezek, que integrou o Supremo em duas oportunidades e a Corte Internacional de Justiça, expuseram as suas opiniões sobre o tema em textos incluídos no livro, da Editora Quartier Latin do Brasil. Pedro Manus, do Tribunal Superior do Trabalho, e a ministra Nancy Andrighi do Superior Tribunal de Justiça fizeram o mesmo.

Além de representantes do Judiciário, membros do Ministério Público, advogados, professores e diretores de cursos de Direito da Universidade de Lisboa e Coimbra, além dos diretores das Faculdades de Direito da PUC-SP, USP, FMU e Mackenzie.

O prefácio do livro foi escrito pelo professor catedrático Jorge Miranda, da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, com a colaboração do poeta Paulo Bonfim, decano da Academia Paulista de Letras, com uma poesia.

Revista Consultor Jurídico, 17 de setembro de 2008, 17h34

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.