Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Conflito em Roraima

Fazendeiro de RR pede retirada de índios que bloqueiam estrada

O fazendeiro Ivo Barili entrou com uma Ação Cautelar para pedir que a Polícia Federal desbloqueie a rodovia RR-319. Ele quer escoar a produção de arroz de sua fazenda. A estrada é ocupada pelos índios da terra indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. O relator do caso, no Supremo Tribunal Federal, é o ministro Carlos Britto.

Barili lembra que, em abril, o Supremo mandou que a PF mantivesse a ordem pública na terra indígena até a decisão sobre a constitucionalidade de sua homologação.

No entanto, o fazendeiro revela que isso não está acontecendo. Desde então, ele diz que os índios têm invadido fazendas e obstruído rodovias BR 433 e RR 319 — conhecida como transarrozeira.

Segundo o fazendeiro, a obstrução da RR-319 impede de exercer seu direito de ir e vir na fazenda Tatu, de sua propriedade. Ele também não está conseguindo escoar a sua produção de arroz, justamente na época de colheita. Sua fazenda tem 160 hectares de arroz plantados, o que equivale a 20 mil sacos.

A urgência do pedido deve-se à especificidade da colheita do arroz, que se não for feita no tempo certo pode acarretar na perda da produção.

AC 2.143

Revista Consultor Jurídico, 2 de setembro de 2008, 11h00

Comentários de leitores

2 comentários

Canalhas fascistas e caras-de-pau. Nem Hitler f...

Armando do Prado (Professor)

Canalhas fascistas e caras-de-pau. Nem Hitler faria melhor.

O Supremo mandou, mas a PF não obedece ! ! ! ...

A.G. Moreira (Consultor)

O Supremo mandou, mas a PF não obedece ! ! ! Enquanto os índios invadem, agridem, saqueiam e obstruem estradas, nenhum problema ; nenhuma ilegalidade . Agora, se os fazendeiros se defenderem e revidarem, aí, a PF cai de pau, rapidinho, prendendo e arrebentando ! ! !

Comentários encerrados em 10/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.