Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mulher no comando

Lina Maria Vieira substitui Rachid na Receita Federal

Lina Maria Vieira, que já foi duas vezes secretária da Tributação no Rio Grande do Norte, é a nova secretária da Receita Federal. A edição do Diário Oficial da União publicou, nesta quinta-feira (31/7), nota confirmando que o secretário Jorge Rachid, deixou o cargo.

Rachid era um dos últimos integrantes da equipe do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci que ainda permanecia no governo, informa reportagem da Agência Estado.

Lina Maria Vieira passou a trabalhar no Ministério da Fazenda em 1976. Segundo informações divulgadas pela Assessoria de Imprensa do Ministério da Fazenda, é formada desde 1974 pela Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie, em São Paulo, e pós-graduada em direito tributário na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Por vários anos, ela trabalhou no Rio Grande do Norte. Primeiro, foi secretária da Tributação do governo do estado de 1995 a 1998. Em 2003, voltou a assumir o cargo no governo do estado, e nele ficou até 2007. Por concurso público, entrou em 1976 para os quadros de funcionários do Ministério da Fazenda e trabalhou em Brasília em 1982. Neste ano, foi responsável pela supervisão do Grupo de Revisão de Declarações do Imposto de Renda de Pessoas Físicas. Em 1983, em Natal (RN), foi responsável pela Divisão de Fiscalização da Delegacia da Receita Federal em Natal (RN).

De 1983 a 1995, ainda na capital do Rio Grande do Norte, trabalhou como assistente do delegado da Receita Federal, coordenadora do Núcleo da Escola de Administração Fazendária em Natal, delegada do Ministério da Fazenda no estado e delegada da Receita Federal em Natal. De 1999 a 2002, Lina Vieira foi conselheira-representante do Ministério da Fazenda no 1º e no 2º Conselhos de Contribuintes.

Revista Consultor Jurídico, 31 de julho de 2008, 18h57

Comentários de leitores

5 comentários

Anderson, eu explico. Tal situação se deve ao f...

Sandro Couto (Auditor Fiscal)

Anderson, eu explico. Tal situação se deve ao fato de que a Dra. Lina é auditora fiscal e o Estatuto da OAB impede o auditor fiscal de exercer a função de advogado. Portanto, a Dra. Lina não é advogada como diz o Conjur, mas auditora fiscal, sendo muito bom e desejável que o comando da Receita Federal seja de um técnico e não de um estranho aos quadros. Assim, a sociedade certamente terá uma maior imparcialidade nas decisões, pois não provirá de alguém com ligações políticas ou privadas e econômicas. Parabéns ao ministro Mantega pela nomeação da AUDITORA FISCAL, LINA MARIA VIEIRA para tão importante função.

Que a "leoa" seja mansa!

Ricardo (Auditor Fiscal)

Que a "leoa" seja mansa!

pois aqui no Rio Grande do Norte Lina vieira, r...

Anderson (Estudante de Direito)

pois aqui no Rio Grande do Norte Lina vieira, respeitadissima, nunca foi conhecida como advogada

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/08/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.