Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direito e Literatura

Carlos Britto entra para Academia Brasileira de Letras Jurídicas

O ministro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal, foi eleito, na terça-feira (22/8), membro da Academia Brasileira de Letras Jurídicas, no Rio de Janeiro. Britto também é ministro do Tribunal Superior Eleitoral e professor universitário.

Apreciador de literatura e de poesia, em especial, é autor de uma série de livros de poesia, como Varal de Borboletras (2003) e Ópera do Silêncio (2005).

“Minha poesia é curtinha, meio sentencial, porque eu procuro me comunicar com o público jovem, que não tem muita disposição para ler poemas quilométricos”, explica. Também aprecia a boa música brasileira — Chico Buarque, Caetano Veloso, Djavan — compõe e toca viola.

Entre os livros de Direito escritos por Britto, destacam-se Teoria da Constituição e Perfil Constitucional da Licitação.

Revista Consultor Jurídico, 23 de agosto de 2006, 16h39

Comentários de leitores

1 comentário

De parabéns o ministro Carlos Britto. Felicitaç...

Luís da Velosa (Bacharel)

De parabéns o ministro Carlos Britto. Felicitações à Academia de Letras Jurídicas do Rio de Janeiro.

Comentários encerrados em 31/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.