Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direitos individuais

Fiesp marca encontro com entidades para analisar invasões

O presidente da Fiesp — Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Paulo Skaf, convocou reunião com entidades de classe na segunda-feira (18/7) com o objetivo de encontrar meios para defender a liberdade individual e o estado democrático de direito diante das operações da Polícia Federal.

A última operação de busca e apreensão da PF aconteceu nessa última, quarta-feira (13), na megabutique Daslu e acabou com a prisão da dona da loja Eliana Tranchesi, do empresário Antônio Carlos Piva Albuquerque, irmão de Eliana, e o empresário Celso de Lima, sócio de uma importadora que trabalhava para a butique. A operação se deu dentro de uma investigação por sonegação fiscal e contrabando da loja de alto luxo.

Leia a íntegra da nota

Agradecendo ao Senhor Ministro da Justiça o agendamento de audiência para hoje marcada, com pauta focada nas recentes operações da Polícia Federal envolvendo pirotécnicas prisões de cidadãos antes da formação da culpa e em procedimentos secretos, a FIESP comunica que dada a gravidade dos últimos acontecimentos em São Paulo, deliberou, conjuntamente com outras entidades, reunir-se com representantes da sociedade civil para tratar do tema.

Este encontro terá lugar em sua sede na Avenida Paulista, no dia 18 de julho de 2005, às 11h00, quando todas se manifestarão. Por isso, entendeu mais conveniente solicitar o cancelamento da audiência marcada com Sua Excelência, preferindo realizar previamente o debate da questão com mencionadas entidades (Ordem dos Advogados do Brasil-SP, Associação Brasileira de Imprensa, Federação do Comércio-SP, Associação Paulista do Ministério Público, Associação Comercial-SP, Federação da Agricultura-SP, Associação Paulista de Magistrados, Centrais de Trabalhadores, Conselhos Regionais de Profissionais Liberais, Associações de Classe, Movimentos Estudantis, dentre outros), encontro este do qual certamente se extrairão conclusões e propostas na defesa das liberdades civis e do Estado Democrático de Direito.

Revista Consultor Jurídico, 15 de julho de 2005, 14h32

Comentários de leitores

1 comentário

É isso aí. É caso de polícia! Entidades reunid...

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

É isso aí. É caso de polícia! Entidades reunidas, aglutinação de setores, formação de massa e buscar os direitos perante o Poder Judiciário. Em alguma instância superior o direito será declarado à luz da constituição. Chega de conversa. União e Ação.

Comentários encerrados em 23/07/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.